Unicesumar
Unicesumar

Departamento de Cultura e Artes

RECOMENDE:

Por dentro da Orquestra

Como se comportar em um Teatro de Concerto

  • Ao irmos a um teatro para assistir um concerto, devemos sair de casa com antecedência, evitando atrasos;
  • Chegando ao teatro, devemos pegar o programa do concerto, lê-lo com atenção para sabermos quem são os intérpretes e os compositores das músicas que serão apresentadas, pois assim saberemos o estilo da música e o seu período histórico;
  • Com o conhecimento do programa, sabendo o número de partes ou movimentos das peças musicais, saberemos o momento certo dos aplausos;
  • Quando aplaudir? Somente após a execução do último movimento. Nos pequenos intervalos, entre um movimento e outro, a plateia deve permanecer em silêncio. Dica: quando a obra acaba (e podemos aplaudir), o maestro normalmente vira-se para o público;
  • Se acompanhado de crianças, é conveniente ficar nas últimas fileiras do teatro, para facilitar a saída, se necessário.

Não esquecer de:

  • Desligar os celulares;
  • Não conversar durante a execução da música;
  • Não cantarolar baixinho a música que estiver sendo apresentada;
  • Evitar ruídos que perturbem os músicos e os ouvintes como: abrir bolsas, comer doces crocantes etc.

Como se comportar em um Teatro de Ópera

  • Seguir todas as orientações de comportamento de um teatro de concerto;
  • Ler, em casa, o resumo da história que a ópera vai abordar;
  • Quando aplaudir: ao final da abertura, quando abrir as cortinas (para aplaudir o cenário) e ao final das árias. É permitido , também, pedir "bis" nas árias.

Na ópera, o público pode manifestar-se em momentos em que a história é alegre e divertida e onde provoque risos. Por isso, é importante conhecer o enredo previamente.

Programa (exemplo):

programa

A família das cordas compreende:

O fundamento da orquestra sinfônica são as cordas. São consideradas a infraestrutura do conjunto. Elas têm grandes vantagens sobre os outros instrumentos. Enquanto os instrumentistas de sopro se cansam progressivamente e necessitam conservar as energias, tendo os compositores de conceder-lhes pausas, as cordas são muitas vezes tratadas como se o cansaço não pudesse atingi-las.

cordas

A família das madeiras compreende:

Os sons dos instrumentos conhecidos como madeiras são produzidos pelo sopro do instrumento que faz vibrar uma palheta ou, no caso da flauta e do flautim, penetra no instrumento por intermédio de um orifício oval. Enquanto os sons produzidos pela família das cordas fundem-se em um todo, os sons do naipe das madeiras são distintos, individuais, tendendo mais ao contraste de que à fusão.

Muitas vezes fazem solos e por esse motivo é que se dispõem no centro da orquestra, em um plano mais elevado que o das cordas, diretamente em frente ao maestro.

madeiras

A família dos metais compreende:

Os metais, quando juntos, são a glória da orquestra, pois produzem um impacto arrasador. É importante entender que a diferença principal entre os instrumentos do naipe de metais e do naipe das madeiras não é o material com que são construídos, mas a maneira como eles produzem os sons. Nas madeiras os sons são produzidos pela vibração de palhetas (menos a flauta), enquanto nos metais o som é produzido pela vibração dos lábios do instrumentista. A localização da seção de metais na plataforma de concerto é atrás e acima das cordas e das madeiras.

metais

A percussão:

Os instrumentos de percussão são os que precisam ser agitados ou percutidos para produzir sons. A seção de percussão da orquestra é a mais recente a ser estabelecida. Os instrumentos de percussão podem ser divididos em dois grupos:

O primeiro grupo contém os instrumentos de percussão que podem ser “afinados” e são capazes de tocar uma ou mais notas com altura definida e, portanto, possivelmente tocar uma melodia.

percurssao

O segundo grupo é maior e inclui os instrumentos de percussão que “não podem ser afinados”. Estes instrumentos produzem sons de altura indefinida, podendo tocar apenas ritmos.

percurssao-n-afinados

Dependendo da exigência da obra a ser executada o piano, a harpa e o saxofone ocasionalmente integram a orquestra.

Posicionamento dos instrumentos na Orquestra:

posicao-instrumentos

A importância do Maestro

Maestro significa mestre.

O trabalho do maestro começa com o estudo da partitura musical. Estudando a música, ele saberá exatamente como soará quando for tocada.

Ensaio: nos ensaios, ele explica aos músicos o que ele pretende, trabalhando as partes mais difíceis.

Com a mão direita, o maestro marca o ritmo e para melhor ser visto, ele utiliza a batuta.

Com a mão esquerda, ele sinaliza as entradas dos instrumentos e comanda a expressividade.

O maestro utiliza, na sua atuação, não só as mãos, mas todo o seu corpo, para conseguir a sonoridade que ele deseja.

O papel do maestro num concerto ao vivo é conseguir que a orquestra tenha uma atuação perfeita, intensa e emocionante, resultado dos trabalhos nos ensaios.

Evolução da Regência:

evolucao-regencia