Unicesumar
Unicesumar

O PAI tem um processo simples e ágil, é um programa que facilita o acesso ao Ensino Superior com mensalidades acessíveis. Aproveite essa super oportunidade de entrar na UniCesumar e fazer o curso dos seus sonhos!

Campus:

Maringá / Curitiba / Londrina / Ponta Grossa.

Benefício:

O aluno pode optar por uma das possibilidades abaixo, veja os prazos e formas de pagamentos:

  • Prorrogação de 50% (cinquenta por cento) do valor da anuidade:
    Neste caso, o aluno poderá pagar 50% da mensalidade até o final do curso e os outros 50% serão pagos após a conclusão da graduação. O pagamento das parcelas deve iniciar um mês depois do término do curso, até completar o tempo cursado.
  • Prorrogação de 40% (quarenta por cento) do valor da anuidade:
    Neste caso, o aluno poderá pagar 60% da mensalidade até o final do curso e os outros 40% serão pagos após a conclusão da graduação. O pagamento das parcelas deve iniciar um mês depois do término do curso, até completar o tempo cursado.
  • Prorrogação de 30% (trinta por cento) do valor da anuidade:
    Neste caso, o aluno poderá pagar 70% da mensalidade até o final do curso e os outros 30% serão pagos após a conclusão da graduação. O pagamento das parcelas deve iniciar um mês depois do término do curso, até completar o tempo cursado.

 

O valor não será sujeito a juros em nenhuma das opções acima, mas a mensalidade considerada na data do pagamento será a praticada naquele momento, tendo em vista que anualmente as mensalidades sofrem reajuste.

Para manter o benefício durante todo o curso, o aluno precisará participar de todas as fases do FIES – Financiamento Estudantil, considerando que esta modalidade esteja liberada pelo FNDE/MEC.

Se não houver comprovação da participação no programa de financiamento governamental – FIES, o aluno perderá o benefício. Mas o prazo de pagamento do período já utilizado será mantido.

Público:

Benefício exclusivo para alunos ingressantes na Unicesumar em 2020.

Regras:

Com comprovação de renda familiar de até 10 salários mínimos, o aluno poderá prorrogar até 50%, mas se preferir também é possível parcelar 40% ou 30% das parcelas anuais.

Para isso, será necessário apresentar um ”devedor solidário”, podendo ser um terceiro (membro da família ou outro), que comprove renda mensal mínima de pelo menos 2 vezes o valor que será prorrogada.

Exemplo: Supondo que a mensalidade do curso escolhido seja R$2.000,00 e o aluno financie 40%, o seu “devedor solidário” precisa comprovar renda mínima de R$1.600,00. Isto porque: 40% de R$2.000,00 = R$800,00 x 2 = R$ 1.600,00

Nas hipóteses de desistência, trancamento, cancelamento, transferência ou outro motivo que rompa o vínculo institucional, o pagamento será iniciado no mês seguinte ao rompimento.

No caso de transferência de curso na própria instituição, o “devedor solidário” deverá concordar com o pedido de transferência do aluno. Caso isso não ocorra e o valor do segundo curso seja superior ao do primeiro, o aluno pagará a diferença do valor não contemplado no contrato inicial.

Para manter o benefício o aluno não poderá ter mais do que uma reprovação de série. Se reprovar pela segunda vez perderá o benefício, mas o prazo de pagamento do período já utilizado será mantido e a partir da segunda reprovação que o estudante passa a arcar com o valor total da mensalidade.

Obs.: Este programa não se aplica ao curso de Medicina e não será cumulado com outros programas de bolsas ou financiamentos concedidos pela instituição, com exceção dos descontos de Londrina, Curitiba e Ponta Grossa, já aplicados no site.

Documentação:

Do Aluno e Grupo Familiar (Candidato ao PAI):

  • Fotocópia da Cédula de Identidade e do CPF do aluno e todos os membros do grupo familiar;
  • Fotocópia de Certidão de Nascimento ou Casamento/Divórcio/Óbito de todos os membros do grupo familiar;
  • Fotocópia da conta de energia elétrica ou água, com endereço atualizado;
  • Carta do aluno ou responsável legal, de próprio punho, justificando a solicitação do PAI;
  • Última Declaração de Imposto de Renda completa do candidato e de todos os membros do grupo familiar que declaram;
  • Carteira de trabalho (cópias das páginas de identificação até o último contrato de trabalho com a próxima página em branco);
  • 2 vias do Contrato de mútuo, para custeio de parcelas da anuidade escolar, com firmas reconhecidas em uma via.

Do Devedor Solidário:

Obs.: Caso você encontre alguma dificuldade em conseguir o “devedor solidário” com estas condições, procure um dos nossos facilitadores, pois temos uma solução para você. Ligue (44) 3027-6360 ramal 1920 e tire todas as suas dúvidas.

  • Fotocópia da Cédula de Identidade e CPF do devedor solidário e cônjuge, se houver;
  • Comprovante de rendimento mensal de no mínimo 2 vezes o valor da parcela prorrogada (holerite ou decore);
  • Fotocópia da conta de energia elétrica ou água, com endereço atualizado em seu nome;
  • Fotocópia da certidão de nascimento ou de casamento (com averbação, em caso de separação ou divórcio; ou atestado de óbito, se viúvo (a));
  • Última declaração de imposto de renda;
  • Fotocópia da certidão de matrícula de um bem imóvel:
    • ( Caso a documentação do imóvel não esteja completa, o aluno deverá pagar a mensalidade integral e o benefício será lançado quando cumprir as exigências. O aluno terá 10 dias corridos para apresentar a documentação do imóvel em ordem. Nesse caso será lançado retroativo à primeira parcela );
  • Ficha de cadastro do devedor solidário.