É falar no curso de Ciências Biológicas que você já se imagina criando todo um mundo como fizeram os personagens de Jurassic Park? Bom, numa escala muito menos hollywoodiana, esse é o trabalho do biólogo: entender todas as formas de vida, sejam elas macro ou microscópicas, como elas formam ecossistemas e como nós, seres humanos, nos encaixamos nesse sistema tão complexo.

Quem passa pelo curso de Ciências Biológicas aprende a pesquisar a origem, a evolução, a estrutura e o funcionamento dos organismos. Esse é o profissional que analisa as relações que os diversos seres estabelecem entre si e com o meio ambiente.

Em tempos de debates tão importantes como aquecimento global, o biólogo tem papel fundamental de educar. É dele a missão de ensinar as novas gerações sobre o funcionamento das delicadas relações da natureza e como o homem pode interferir no equilíbrio natural.  

Ficou interessado? Siga com a gente e saiba mais sobre o curso de Ciências Biológicas.

cta1

O que se estuda no curso de Ciências Biológicas

Quem passa pelo curso de Ciências Biológicas encara uma grade curricular bem diversificada. Aprendendo desde disciplinas muito técnicas e específicas, como anatomia humana, microbiologia e fisiologia, até matérias do campo das Ciências Humanas e Educação, como Prática de Ensino e Educação Inclusiva.

Saber mais sobre as disciplinas do curso de Ciências Biológicas pode ser de grande ajuda para descobrir se essa graduação tem a ver com você. Confira, a seguir, algumas dessas matérias.

  • Anatomia Humana: trata de conceitos fundamentais para o ensino da anatomia humana. Inclui descrição dos sistemas ósseo, articular, muscular, nervoso, circulatório, respiratório, digestório, genital masculino, genital feminino, urinário, órgãos dos sentidos etc.
  • Anatomia e Morfologia Vegetal: aqui, o assunto são as plantas. Esta disciplina que pertence à área da Botânica se ocupa do estudo das estruturas vegetais. Como ocorrem, onde e quais os processos envolvidos na organização e disposição dos tecidos na planta, além da caracterização estrutural da célula vegetal. Entre os temas que explica estão a morfologia externa e, principalmente, interna dos vegetais.
  • Fisiologia vegetal: é a matéria que fala de processos como transpiração, condução de água, nutrição mineral, fotossíntese. Trata, ainda, das condições necessárias ao desenvolvimento das plantas, hormônios vegetais, movimentos vegetais e da reprodução e suas etapas frutificação, dormência e germinação.
  • Ecologia e Educação Ambiental: os conceitos de ecologia e educação ambiental e sua importância são a base desta disciplina. Mostra exemplos de ecossistemas, ciclos biogeoquímicos, relações intraespecíficas entre organismos e qual o papel do ser humano no ecossistema.  
  • Ensino de Ciências: ligada à licenciatura, apresenta as diferentes perspectivas da produção do conhecimento científico. Conta a história do ensino de ciências e da biologia no Brasil, várias propostas curriculares e os materiais didáticos para o ensino de ciências e biologia. É nesta parte do curso que o estudante de Ciências Biológicas aprende como desenvolver atividades de prática de ensino: planejamento, avaliação e ensaios pedagógicos.
  • Bioquímica: nessas aulas, o aluno do curso de Ciências Biológicas vai aprender sobre a estrutura e importância biológica de aminoácidos, proteínas, carboidratos, lipídeos e ácidos nucleicos. Também descobre o que são enzimas, como funcionam e vai ter noção sobre bioenergética e visão geral do metabolismo de carboidratos, lipídeos, aminoácidos, bases nitrogenadas e proteínas.  
  • Zoologia: como diz o prefixo ‘zoo’, animal (do grego) é o campo que estuda o Reino Animal. No caso dos invertebrados, aborda os aspectos morfológicos, fisiológicos, filogenéticos, evolutivos e a relação ecológica no contexto ambiental. Já na zoologia de vertebrados, o estudo se aprofunda sobre a caracterização dos grupos de vertebrados e sua origem e evolução. O enfoque é nos aspectos relacionados a padrões adaptativos, morfológicos e fisiológicos de cada grupo dos vertebrados.
  • Genética e Evolução: traz conhecimentos básicos que embasam as diferentes perspectivas de estudo da genética. Detalha o desenvolvimento histórico das ideias sobre evolução e os processos micro e macro evolutivos, tratando de eventos chaves na história da vida. Também fala da evolução dos grandes grupos, extinções e, claro, evolução humana.

Curso de Ciências Biológicas - água

Características de um bom biólogo

O curso de Ciências Biológicas não forma uma série de Indiana Jones ou apresentadores de programas de aventuras do canal Discovery ou National Geographic. Para ser biólogo, é essencial gostar da natureza, entendê-la como um sistema complexo e interligado e, acima de tudo, estar disposto a trabalhar duro e ir a campo.

Seja como professor de biologia ou como pesquisador, a curiosidade e o comprometimento são características que levarão você ao sucesso.  

  • Dedique-se: é preciso estar pronto para pesquisar e sempre estar aberto a descobrir coisas novas para estar atualizado.
  • Conecte-se: compartilhe experiências e busque informação e referências de leitura com pessoas da sua área.
  • Envolva-se: você não precisa fazer uma expedição à Savana Africana para fazer a diferença. Olhe para o seu próprio quintal, para o seu bairro e identifique necessidades e oportunidades de ensinar e aprender sobre biologia.

O que faz quem se forma no curso de Ciências Biológicas

De acordo com o Conselho Federal de Biologia (CFBio), quem passa pelo curso de Ciências Biológicas pode atuar em cerca de 90 áreas diferentes, incluindo atividades educacionais em escolas, faculdades, parques e museus.

No caso da modalidade licenciatura, do curso de Ciências Biológicas, o aluno recebe uma formação ampla, voltada para ensinar. O licenciado neste curso, pode dar aulas de biologia, ciências ou educação ambiental no Ensino Médio e Fundamental. A edição de livros didáticos e científicos também é uma opção para quem passou pelo curso de Ciências Biológicas.  

Outras possibilidades de atuação em educação são de ações em unidades de conservação, parques ecológicos, organizações do terceiro setor, empresas etc. Caso busque uma pós-graduação, o egresso do curso de Ciências Biológicas pode dar aulas no ensino superior.   

Com a habilitação e especialização adequadas, ainda que o biólogo possua apenas licenciatura, pode elaborar projetos e relatórios de impactos ambientais. Segundo a lei n.º 6.684/1979, mesmo o licenciado em Ciências Biológicas pode obter o registro no conselho regional para titulação de Biólogo.

Quer saber mais sobre a grade curricular do curso de Ciências Biológicas? Confira as disciplinas dessa graduação na Unicesumar.

cta2

Comentários

Comentários