Atualmente, contar com um diploma de ensino superior é fundamental para quem deseja alavancar na carreira, não é mesmo? O problema é que nem todo mundo tem condições financeiras de pagar pelas mensalidades de uma graduação e, nesse caso, bate aquela dúvida: será que é possível utilizar o Prouni e o Fies juntos?

Cada um desses dois programas educacionais proporcionam vantagens voltadas aos estudantes com demandas diferentes. É possível conseguir um financiamento no valor total da mensalidade ou até bolsas com descontos integrais em vários cursos de todo o país.

Neste post, vamos explicar o que é o Prouni, o FIES, quais são os seus requisitos, as diferenças entre eles e se é possível utilizá-los juntos. Boa leitura!

O que é Prouni?

O Prouni é um dos programas do governo federal que proporciona bolsas de estudo integrais e parciais em faculdades privadas. O alvo do programa são os alunos que concluíram o ensino médio em escolas públicas ou que tiveram bolsas de estudo integral em colégios particulares e que apresentam renda familiar per capita de até três salários-mínimos.

Assim, o estudante contemplado pode receber uma bolsa do Prouni integral ou parcial (de 50% de desconto) para arcar com as despesas da graduação em uma instituição de ensino particular. Isso significa que o governo paga as mensalidades da faculdade por você.

Professores da rede pública do ensino básico que desejam fazer uma licenciatura e pessoas com deficiência também são beneficiados. O processo seletivo considera a sua nota obtida no Enem e, exceto os professores, a comprovação dos dados financeiros da família.

Quais os requisitos para o Prouni?

Como o programa tem a intenção de auxiliar o estudante de baixa renda, existem algumas regras que definem quem pode concorrer pelas vagas. Para que você consiga participar do processo de seleção, é necessário preencher os seguintes requisitos:

  • não ter diploma de graduação;
  • ter renda familiar bruta mensal de até três salários-mínimos por pessoa;
  • participar da edição mais recente do Enem, não ter zerado a redação e ter um desempenho de no mínimo 450 pontos na média das provas.

Além disso, é importante se encaixar em um dos perfis abaixo:

  • ser professor efetivo de escola pública do ensino básico e concorrer a uma bolsa em curso de licenciatura — para essa alternativa, o requisito de renda familiar não se aplica;
  • ser pessoa com deficiência;
  • ter feito todo o ensino médio em escola pública ou particular, desde que tenha recebido bolsa integral.

O que é FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) também é um programa do Governo Federal destinado à concessão de crédito para que o estudante consiga ingressar no ensino superior. Nesse caso, você terá acesso a linhas de financiamentos parciais ou totais de cursos pagos, de acordo com os critérios de desempenho no Enem e renda familiar.

É bom lembrar que o FIES não é caracterizado como sendo um sistema de bolsas. Ele é um financiamento que, de modo geral, significa solicitar um empréstimo para pagar a faculdade. Dessa forma, é possível se formar em uma instituição de ensino privada, mas só começar a pagar quando estiver com o diploma em mãos.

Então, em qualquer modalidade escolhida, o beneficiário precisa restituir os valores liberados após concluir a graduação. Mas isso será feito em condições de juros e pagamento mais favoráveis do que nas praticadas habitualmente no mercado.

Quais os requisitos para o FIES?

Em 2017, o FIES passou por algumas mudanças em relação aos anos anteriores. O novo programa traz um modelo proporcional às condições financeiras da pessoa: a parte da graduação financiada é proporcional à renda familiar. De modo geral, existem duas modalidades. Confira!

FIES

A modalidade FIES é ideal para o candidato que tenha renda familiar per capita de até 3 salários-mínimos. Assim, você deve somar os ganhos e dividir pela quantidade de membros, e o resultado não pode ultrapassar esse limite.

Além disso, é necessário ter participado de alguma edição do Enem desde 2010, ter tirado acima de 0 na redação e conseguir média aritmética das notas nas provas de 450. Nessa opção, o financiamento acontece sem juros e com recurso dos cofres públicos.

P-FIES

Já o P-FIES é uma modalidade alternativa em que o financiamento é contratado com um banco privado, em acordo com os estudantes e a faculdade. A renda familiar per capita exigida é de até 5 salários-mínimos, e existem juros mais favoráveis do que em crédito tradicional.

Quais as diferenças entre Prouni e FIES?

A principal diferença entre o Prouni e o FIES é que o primeiro é um programa que oferece bolsas de estudo integral ou parcial aos estudantes, e o segundo é um empréstimo estudantil. Assim, estão relacionados com a questão financeira do candidato.

É possível utilizar o Prouni e Fies juntos?

O FIES pode ser solicitado pelo bolsista parcial do Prouni para financiar o restante das mensalidades. Contudo, fique de olho nas novas regras de uso conjunto dos benefícios, que passaram a valer em 2015:

  • a instituição de ensino cadastrada para obter a bolsa do Prouni também deve participar do FIES;
  • Prouni e FIES podem ser requisitados ao mesmo tempo, desde que sejam usados para pagar a mesma graduação, na mesma faculdade em que o aluno tem a bolsa do Prouni — a soma desses dois benefícios não pode ultrapassar o valor dos encargos educacionais, com desconto.

Quais facilidades a EAD UniCesumar oferece?

E aí, deu para perceber como o Prouni e o FIES oferecem facilidades exclusivas para os estudantes de baixa renda, não é mesmo? Mas sabia que a EAD Unicesumar também conta com excelentes benefícios para você estudar?

Oferecemos várias oportunidades de bolsas de estudo para que o estudante realize o sonho de ter uma formação completa pagando mensalidades acessíveis e que cabem no seu bolso.

Confira alguns dos nossos benefícios:

  • alguns cursos de graduação apresentam uma mensalidade de apenas R$ 149,00;
  • você tem a possibilidade de obter um desconto de 30% para fazer um novo curso na EAD UniCesumar;
  • caso não tenha zerado a redação do Enem, saiba que é possível iniciar a graduação que sempre sonhou na EAD UniCesumar;
  • o candidato também pode concorrer à Bolsa Convênio, um benefício oferecido aos colaboradores e dependentes de empresas parceiras da EAD Unicesumar.

Agora que já sabe que é possível usar o Prouni e FIES juntos, não perca mais tempo. Estude na EAD UniCesumar utilizando o benefício e tenha acesso a um dos melhores ensinos a distância do Brasil!

Gostou deste post e quer conhecer os cursos de graduação oferecidos pela EAD UniCesumar? Então acesse o nosso site e fique por dentro!

Comentários

Comentários