Engenharia de Software: saiba como é o mercado de trabalho

O mercado de trabalho para quem cursa ou já se formou em Engenharia de Software está em alta no Brasil.

Para você ter ideia, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), cerca de 14 mil companhias atuam no mercado brasileiro de tecnologia da informação. Juntas, elas movimentaram cerca de U$$ 60 bilhões em 2015. Um número interessante, concorda?

Se você tem interesse nesta área e deseja saber mais sobre Engenharia de Software, encontrou o post certo! Vem com a gente conferir tudo sobre o ramo. Continue lendo para saber:

  • o que é Engenharia de Software;
  • o que faz um profissional da área;
  • como está o mercado para o engenheiro de software;
  • qual é a média salarial do profissional;
  • o perfil desejado do engenheiro de software;
  • a importância de uma boa formação;
  • como é o curso de Engenharia de Software EAD.

Engenharia de Software - cta1

O que é Engenharia de Software

Antes de qualquer coisa, precisamos explicar o que é a Engenharia de Software para você entender melhor esse ramo.

Engenharia de Software é uma área focada no desenvolvimento de softwares e programas que envolvem tecnologia.

Portanto, os engenheiros dessa área são responsáveis por criar plataformas digitais, jogos, aplicativos e sistemas específicos.

Quando desenvolvem esses sistemas, por exemplo, o objetivo é aumentar a produtividade e o desempenho de uma determinada área ou empresa, como é o caso dos bancos e consultórios médicos.

Quais atividades um engenheiro de software pode realizar depois de formado?

Se você está pensando que terá que trabalhar em uma área específica ao se formar em engenharia, está enganado. Existem diversas atividades que um engenheiro de software pode realizar depois de formado. Confira quais são as principais:

  • Desenvolvimento de bancos de dados;
  • Desenvolvimento de programas técnico/científicos;
  • Desenvolvimento de software;
  • Desenvolvimento de jogos;
  • Desenvolvimento de sistemas de gerenciamento para empresas;
  • Desenvolvimento de sistemas de apoio à área de medicina;
  • Administração e gestão de grandes, médias e pequenas empresas.

Então, se você quer cursar Engenharia de Software e trabalhar na área, saiba desde já que o mercado é bem amplo e oferece diversas oportunidades.

Engenharia de Software - atividades no mercado

Para se ter uma ideia melhor do cotidiano profissional, vale a pena descobrir como trabalha o engenheiro de software em empresas brasileiras.

Por exemplo, o Nubank trabalha com programação funcional e atrai profissionais interessados em trabalhar com novas tecnologias. Neste vídeo, a startup financeira mostra as histórias das suas engenheiras de software. As profissionais contam como entraram na empresa e como é o seu cotidiano trabalhando com novas tecnologias.

Já um engenheiro de software do Mercado Livre conta neste vídeo como é o seu dia a dia de trabalho na principal ferramenta de e-commerce da América Latina.

Como está o mercado de trabalho para esses engenheiros?

Como existem muitas atividades para um engenheiro de software executar, o mercado de trabalho é ainda mais amplo para esses profissionais.

Segundo dados da Abes, existem cerca de 15.700 empresas atuando no setor de Software e Serviços, divididas entre Desenvolvimento e Produção, Prestação de Serviços e Distribuição e Comercialização.

Isso mesmo: são as micro e pequenas empresas que geram mais oportunidades de trabalho ao profissional que atua com desenvolvimento e produção de softwares.

É claro que também existem vagas em grandes corporações! Contudo, você tem mais chances de encontrar aquela oportunidade de crescimento e inovação em empresas menores que conseguem inovar mais facilmente.

Vale lembrar também que as 1.600 empresas que são filiadas à Abes geram cerca de 120 mil empregos diretos por ano. Além disso, o mercado de sistemas e informática segue em grande crescimento no Brasil, gerando ótimas expectativas para os engenheiros dessas áreas.

Os engenheiros de software também podem trabalhar em outros países, desde que tenham um bom currículo e dominem o inglês ou a língua de origem do país escolhido.

Então, pode ter certeza que, cursando Engenharia de Software em uma faculdade boa e fazendo cursos extracurriculares, sua carreira tem tudo para dar certo.

A média salarial de um engenheiro de software

Como em qualquer outra área, o salário de um engenheiro de software pode variar — e muito.

Realmente vai depender da qualidade do seu serviço, da faculdade que cursou e também do seu currículo profissional. Quanto mais conhecimento você tiver na área, melhor será para alcançar o sucesso na sua carreira.

Vamos aos números! A média salarial de um engenheiro de software é de R$ 4,6 mil. No entanto, esse valor pode chegar a R$ 18-22 mil, como é o caso dos profissionais seniores da área, que trabalham em grandes empresas.

Quer saber ainda mais sobre a remuneração de engenheiros de software? Dá uma olhada em um site de avaliação de empresas. Nesse tipo de portal, você tem acesso aos diferentes salários de profissionais do ramo e às opiniões de atuais e antigos funcionários da empresa que deseja trabalhar.

Fazer essa pesquisa é um ótimo modo para ficar por dentro da média salarial e ter uma ideia do que faz um engenheiro de software cotidianamente.

Qual deve ser o perfil de um engenheiro de software?

Como a área de Engenharia de Software está em constante mudança e requer habilidades específicas, os profissionais dessa área precisam de muito raciocínio lógico e matemático.

Além disso, o engenheiro de software deve ter persistência e organização, tendo em vista que, muitas vezes, ele será o responsável pelos projetos.

“Não gosto de cálculos, o que devo fazer?”.

Se você realmente não gosta de cálculos matemáticos e lógicos, será difícil pensar em ser um engenheiro de software.

Segundo dados da Robert Half, uma consultoria multinacional especializada em Recrutamento e Seleção, empregadores buscam profissionais de tecnologia com as seguintes características:

  • perfil analítico;
  • boa comunicação;
  • bom relacionamento interpessoal;
  • que trabalha na resolução de problemas;
  • e atua como verdadeiro parceiro de negócios;

Além disso, profissionais que preferem variar a sua rotina também são desejados. Engenheiros de softwares que trabalham por projetos em diferentes empresas em vez de ocupar um posto fixo em uma única organização também encontram mercado.

Isso acontece porque a área de desenvolvimento de aplicativos-softwares é a que mais demanda profissionais especializados para projetos. Logo, se você quiser, também poderá atuar como engenheiro de software freelancer.

Se pretende mergulhar nessa área, desenvolva as habilidades e competências desejadas pelo mercado. Um bom curso de Engenharia de Software pode ajudá-lo nessa tarefa.

O perfil do profissional de Engenharia de Software é de um apaixonado por tecnologia

A importância de uma boa formação em Engenharia de Software

Como você pode notar, não tem enrolação no trabalho do engenheiro de software! Esse profissional deve saber colocar a mão na massa para desenvolver soluções que gerem resultados positivos à empresa.

Por isso, o cuidado com a formação é crucial. Você deve chegar no mercado com boas habilidades de programação e conhecimentos técnicos: você provavelmente terá que resolver um desafio de códigos em um processo seletivo!

Portanto, priorize a graduação em Engenharia de Software que trabalha com métodos ativos de aprendizagem. Isto é, escolha um curso que fará você colocar a mão na massa e potencializará o seu aprendizado por meio de simulados.

Realizar testes simulados é um modo eficaz de aprender e reter o conhecimento na sua memória: a prática leva à perfeição! Por isso, é essencial praticar bastante todas as ideias e conceitos que você aprenderá na faculdade. Isso ajudará a consolidar o conhecimento na sua mente para ser acessado facilmente sempre que precisar.

E o mercado reforça essa importância de dominar os conhecimentos da área. Segundo dados da consultoria Robert Half, a área de desenvolvimento de softwares é a mais difícil para encontrar profissionais qualificados.

Portanto, escolha bem o seu curso e dedique-se aos estudos! Você dificilmente terá dificuldades para conseguir uma boa colocação se desenvolver o perfil desejado pelo mercado.

Além desses conhecimentos específicos, é preciso aprimorar competências comportamentais que ajudarão a desenvolver a sua carreira. Um curso de Engenharia de Software com orientação de coaching na sua matriz curricular prepara você para aproveitar as oportunidades certas e impulsionar a sua vida profissional.

Agora que você já sabe como é importante ter uma boa formação, saiba mais sobre a graduação em Engenharia de Software EAD!

Como é o curso de Engenharia de Software EAD?

Uma boa notícia para quem deseja se formar nessa área: você também pode cursar a graduação a distância.

No curso de Engenharia de Software EAD, você faz seus horários e pode estudar de casa via internet. Ou, se preferir, também pode assistir às aulas ao vivo uma vez por semana no polo EAD mais perto de você.

Se você perder as transmissões ao vivo, pode assistir à aula com tranquilidade no ambiente virtual de aprendizagem quando você quiser.

Mas o que você estudará exatamente? Os principais fundamentos da computação, com foco no desenvolvimento, gerenciamento e manutenção de softwares.

A grade curricular do curso é bem extensa, mas, para você ter uma ideia, separamos as principais cadeiras da Engenharia de Software EAD da Unicesumar:

  • Fundamentos e arquitetura de computadores;
  • Administração de conflitos e relacionamentos;
  • Algoritmos e lógica de programação I e II;
  • Engenharia de software;
  • Estatística;
  • Engenharia de requisitos;
  • Análise e projeto orientado a objetos
  • Lógica para computação
  • Modelagem de software
  • Estrutura de dados I e II

Além disso, você também conta com as disciplinas do programa de coaching “Go!”. Esse treinamento poderoso ajudará você a aprender a se organizar e a traçar metas a serem cumpridas na sua vida pessoal, profissional e acadêmica.

Vale lembrar que, durante o curso, você terá muitas oportunidades para praticar o que aprende. Para isso,  fará diferentes atividades de estudos e simulados frequentes para desenvolver apps, softwares e sistemas, além de registrar a sua aprendizagem pelo MAPA (Material de Avaliação Prática de Aprendizagem).

Conclusão

Como você pôde notar, se formar em Engenharia de Software é uma boa escolha para quem tem afinidade com a área de tecnologia. O mercado está em crescimento, necessita desse profissional valioso, oferece uma boa remuneração e oportunidades para atuar em empresas de todos os portes.

E o melhor: escolhendo o curso certo, se dedicando e se atualizando, é possível se preparar bem para conquistar uma dessas vagas e impulsionar sua carreira.

Portanto, se você quer saber mais sobre esse curso e conhecer a Unicesumar, universidade que conta com professores capacitados e disponibiliza um ensino presencial e a distância de qualidade, clique aqui!

Engenharia de Software - cta 2

Comentários

Comentários

Deixe o seu comentário

Recomendado para você