As áreas de Saúde e Estética têm lugar de destaque no Brasil. Inserido nesse nicho, o podólogo encontra diversas oportunidades para trabalhar. Uma delas com um toque de empreendedorismo: abrir a sua própria clínica de podologia garante mais controle sobre a atividade e abre as portas a diferentes tipos de clientes.

Negócios desse tipo têm muita demanda. O país está entre os maiores consumidores de produtos e serviços do ramo de saúde e estética, mesmo em momentos de crise.

Nas últimas duas décadas, o crescimento médio do setor chegou a mais de 10% ao ano, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Ficou interessado? Neste conteúdo, vamos mostrar como funciona uma clínica de podologia e tudo que é necessário para tirar esta ideia do papel. Venha com a gente!

clínica de podologia - cta1

Como funciona uma clínica de podologia

A Podologia é o estudo e o cuidado com os pés, para tratar ou evitar todo tipo de problemas com essa parte do corpo. Quem escolher ser um podólogo pode exercer a atividade em diversos espaços; spas e salões de beleza são alguns exemplos.

Mas também é possível ter um local especializado apenas neste tipo de atendimento. A clínica de podologia tem 100% do espaço dedicado à atividade, possibilitando a oferta de mais serviços. Assim, o profissional conta com um local adequado para tratar, também, de problemas como fascite plantar e outras dores localizadas nos pés.

Junto com o espaço próprio, a clínica de podologia também permite que o profissional tenha mais equipamentos à sua disposição.

Uma cadeira de podologia, por exemplo, é bem diferente de um cadeira de manicure. O conforto extra proporcionado pelo equipamento adequado influencia na qualidade do serviço oferecido e na satisfação do cliente.

Melhor atendimento, materiais e equipamentos de qualidade e variedade de serviços oferecidos são pontos que contam muito a favor na hora de escolher a melhor clínica de podologia. Portanto, são detalhes para ficar de olho quando você for abrir seu próprio negócio.

Tudo para o sucesso de uma clínica de podologia

Abrir uma clínica de podologia é um processo que exige vários cuidados. Afinal, não falamos de um serviço qualquer; estamos tratando de questões relacionadas à saúde.

Vamos ajudar você a navegar esses momentos iniciais, mostrando tudo que é preciso na hora de começar uma clínica de podologia. Fique por dentro de detalhes importantes, que vão desde a documentação necessária até estrutura e equipamentos.

Exigências legais

Existem duas partes diferentes no processo de legalização de uma clínica de podologia. A primeira é comum a todos os estabelecimentos comerciais: é preciso registrar a empresa na Junta Comercial, Secretaria da Receita Federal (que vai fornecer o CNPJ), Secretaria Estadual da Fazenda e também na Prefeitura de sua cidade, para conseguir o alvará de funcionamento — além da vistoria feita pelos Bombeiros.

A segunda parte está ligada à atividade a ser exercida na clínica. Um documento exigido é o alvará de licença sanitária, que pode ser requerido na Secretaria Estadual ou Municipal de Saúde.

Em alguns locais também pode existir legislação específica sobre a atividade de podologia. É o caso de São Paulo, que tem a lei que regula o exercício da profissão.

Clínica de Podologia - funcionamento

Estrutura

O espaço da clínica de podologia depende da demanda que você pretende atender, desde o número de clientes até os serviços ofertados. Porém, uma clínica de pequeno porte pode começar com uma área útil de 30 m², dividida em vários ambientes.

O mais importante é o espaço de atendimento individual, que deve ter dimensões mínimas de 5 m² e 2 m de altura. É nele que serão realizados todos os procedimentos. Portanto, deve ser capaz de acomodar a cadeira de podologia, mocho e todos os equipamentos necessários para o atendimento.

O espaço de esterilização é outro local fundamental na clínica de podologia. É nele que será realizada a higiene de todas as ferramentas utilizadas. Cerca de 2 m² são suficientes; o bastante para comportar o esterilizador, uma pia com água corrente e um espaço para descarte de produtos críticos e semicríticos.

Além disso, você vai precisar de uma área para recepção, sala de espera e banheiro. Nada muito luxuoso, mas uma decoração é essencial. Afinal, um cliente que se sente acolhido no ambiente tem maiores chances de retornar para novos atendimentos.

Equipamentos

Ter vários equipamentos chave para seu funcionamento. Os principais são as cadeiras para que os clientes sejam atendidos de forma confortável, e o mocho, aquela banqueta similar à usada por dentistas, para o podólogo também ter a sua comodidade.

As ferramentas de trabalho também têm lugar de destaque. Os instrumentos básicos têm a função de cortar unha, cutícula e pele, além de definir e isolar a área para realização de procedimentos. Alguns exemplos são:

  • Alicates;
  • Bisturis;
  • Curetas;
  • Pinças e espátulas;
  • Bandejas com tampa;
  • Toalhas descartáveis;
  • Lâminas para bisturi.

A higiene de todos esses instrumentos é parte fundamental do trabalho do podólogo. Os equipamentos necessários para a função também devem ser incluídos nesta lista: um autoclave ou uma estufa esterilizadora e uma seladora, que permita lacrar os envelopes com os instrumentos já higienizados.

Investimento e plano de negócio

Equipar o consultório com tantas ferramentas significa que o investimento inicial não é dos mais baixos. Uma clínica de podologia de pequeno porte requer cerca de R$ 40 mil para sair do papel, levando em consideração também gastos com aluguel, mobiliário e decoração do espaço.

Por isso, é necessário que você realize uma pesquisa de mercado para montar um plano de negócios completo. Fatores como a localização, procurando um ponto de boa movimentação na região pretendida, são fundamentais para o sucesso do empreendimento.

A visita a possíveis concorrentes é uma boa prática. Pode-se identificar como o atendimento é realizado e o que você deve explorar como diferencial para conquistar mais clientes.

Comece com o pé direito!

Entrar em um mercado competitivo, mas em expansão, tem seus desafios próprios. Ter a sua própria clínica de podologia, porém, significa controle total de sua atividade, várias áreas de atuação e possibilidade de criar a sua carteira de clientes — em um espaço confortável e aconchegante.

Uma formação de qualidade na área também é um diferencial que pode agregar muito a seu negócio. A Unicesumar pode ser exatamente o que você precisa para sair na frente da concorrência.

Conheça o curso de Podologia da Unicesumar EAD e comece já a trilhar o seu futuro!

clínica de podologia - cta2

Comentários

Comentários