Você é organizado, gosta de planejar tudo com muitos detalhes e ainda fala um pouco de inglês? Caso a resposta para essa pergunta seja “sim”, talvez seja o caso de você considerar a área de Logística para seu futuro.

Continue com a gente e descubra mais sobre esse o curso e o mercado de trabalho em Logística.

Vamos lá?

cta2-logistica

 

O que é Logística?

A Logística é uma especialidade da administração, que organiza e fornece recursos e informações para a execução de todas as atividades de uma empresa.

A palavra tem origem grega e também do francês “logistique” e é associada com álgebra e lógica matemática. Ou seja, numa tradução livre, Logística significa planejamento e realização de vários projetos.

Já que seu objetivo é garantir suprimento de recursos, a Logística também envolve a aplicação de conhecimentos de áreas como:

  • Engenharia;
  • Economia;
  • Contabilidade;
  • Estatística;
  • Marketing;
  • Tecnologia;
  • Recursos Humanos.

https://youtu.be/qrs7N_LF4d8

Todos esses conhecimentos, cálculos e ordenamentos lógicos são usados para assegurar a entrega de produtos – sejam eles materiais ou não – de maneira eficiente, envolvendo muito mais que o transporte.

Do ponto de vista operacional, a Logística tem uma abordagem panorâmica, gerindo tanto recursos materiais e financeiros, como pessoas e informação.

Isso significa que, onde existir qualquer atividade em uma organização, haverá um processo logístico que envolve desde a compra, entrada de materiais, planejamento da produção, armazenamento, transporte e distribuição dos produtos. Tudo isso monitorando as operações e gerenciando informações.

O que estudar para ser um profissional de Logística

Caso você queira se tornar um profissional de Logística, pode escolher dois caminhos de formação após o ensino médio: o bacharelado ou o curso tecnólogo.

O bacharelado dura cerca de quatro anos e mescla disciplinas de Ciências Exatas, como estatística e matemática, e de Sociais Aplicadas, como administração e marketing. A maior parte da grade curricular do bacharelado em Logística traz matérias específicas da área, como legislação aduaneira, comércio exterior, gestão da qualidade, modais de transporte e logística internacional. O trabalho de conclusão de curso é obrigatório e algumas escolas pedem a realização de estágio.

No caso dos cursos tecnológicos, a grade curricular não é muito diferente dos bacharelados.

Porém, é mais focada na prática e dura menos, dois anos em média. O aluno estuda logística de transporte, planejamento de estoques, modais de transporte, operação de armazém, análise de custos e sistemas de qualidade. Marketing e administração também fazem parte do currículo em algumas instituições.

Logística e mercado

O mercado de trabalho em Logística

De acordo com a empresa especialista em soluções em logística Cargo X, há expectativa de que o setor cresça, gerando oportunidades para aquecer o mercado brasileiro, aumentando o consumo, a demanda e alavancando as operações de diversas empresas.

Veja em que áreas um profissional de Logística com boa formação acadêmica e experiência pode atuar:

  • Armazenagem: determina o melhor aproveitamento do espaço necessário para manter e conservar o estoque. Entre as decisões que envolvem essa área, estão a escolha do melhor lugar para implementar o Centro de Distribuição – de acordo com as rotas de saída, proximidade dos clientes, tributação, entre outras variáveis – e o aluguel de galpões;
  • Embalagem: área responsável pela conservação dos produtos transportados e entrega de mercadorias ao seu destino sem danos. Nesses casos, ao fazer a negociação com fornecedores, o ideal é também prezar pela qualidade e não somente pelo custo das embalagens. Vale lembrar, também, que é necessário realizar um estudo a respeito das caixas mais adequadas de acordo com as características do produto e outros itens adicionais de segurança;
  • Estoque: nesta função, o profissional de Logística mantém produtos em ordem e quantidade suficiente para atender os clientes, além de controlar pedidos e relatórios de compra e venda. Apesar de ser considerada uma área de “chão de fábrica”, as rotinas afetam diretamente resultados de compras e vendas;
  • Manutenção de informação: este setor lida com informações de custo e desempenho da empresa para transações diárias;
  • Processamento de pedidos: nesta área, o profissional controla desde o primeiro momento em que um pedido é realizado, para mobilizar esforços e garantir entrega rápida e segura;
  • Transporte: é a área que engloba de um a dois terços dos custos logísticos. Sem o transporte, nada pode ser feito, pois garantir seu bom funcionamento assegura a produção, a distribuição e a comercialização dos produtos. Um bom profissional consegue ainda avaliar e melhorar a cadeia logística e as opções de transporte para reduzir custos e ampliar a competitividade das empresas. Nessa área, se define qual é a melhor transportadora — de acordo com o tipo de item, prazo ou custo —, o planejamento de rotas, a programação de pagamentos para as transportadoras e gestão de ocorrências no transporte, por exemplo;
  • Gerente de suprimentos: ou em inglês, supply chain management, é considerada uma evolução da Logística. Nessa área, deixa-se de acompanhar apenas os processos internos e se estende o olhar para os parceiros de negócios (fornecedores e transportadoras). O objetivo é alcançar a integração entre as partes, de modo a gerar mais eficiência nos processos e garantir o aumento da satisfação dos clientes e sua fidelização.  

Características do profissional

Como pode atuar nas mais diversas áreas, é fundamental que o profissional de Logística tenha capacidades de organização, negociação e comunicação. Além disso, o ideal é que tenha ampla visão dos processos para reduzir custos e otimizar processos, tudo isso cumprindo metas e prazos.

Confira algumas características e habilidades que um bom profissional deste setor deve desenvolver:  

  1. Raciocínio lógico: ter familiaridade com números, planilhas, pesquisas e dados estatísticos é fundamental para tomar decisões estratégicas precisas e qualificadas;
  2. Flexibilidade: é preciso ser flexível e criativo para encontrar as soluções mais eficazes e entregar os produtos em tempo,adaptando-se o mais rápido possível às mudanças de último minuto;
  3. Tecnologia: conhecer ferramentas como Enterprise Resource Planning (ERP), Warehouse Management System (WMS) e Transport Management System (TMS) é essencial para um bom trabalho;
  4.  Planejamento: a eficiência é diretamente ligada à planejar os mínimos detalhes da operação para antecipar possíveis problemas e otimizar processos ao máximo;
  5. Habilidade de comunicação: comunicar bem, de modo claro e integrando todos os setores é fundamental para uma boa logística. O profissional deve ser capaz de transmitir ideias de forma clara, objetiva e facilmente compreensível;
  6. Visão global: o profissional deste setor deve ser capaz de operar no mercado internacional, adaptando-se a diferentes culturas para compreender os riscos envolvidos e o impacto nos negócios. Quem trabalha com Logística deve ser capaz de otimizar fluxos de importação e exportação, bem como lidar com diferentes aspectos legais;
  7. Fluência em inglês: em um mundo cada vez mais conectado e com cadeias de distribuição espalhadas pelo globo inteiro, o inglês é a língua oficial. Por isso, é importante falar inglês para se comunicar com clientes e fornecedores internacionais.

 

Agora que você já sabe o que é o curso de Logística e como é o mercado de trabalho nessa área, que tal conhecer mais sobre Logística na Unicesumar?

Passe aqui e saiba tudo sobre esse curso que está disponível na modalidade EAD.

 

cta1-logistica

Comentários

Comentários