O profissional formado em Gastronomia tem várias opções de atuação. Desde chefe de cozinha até consultor de restaurantes, são muitas posições possíveis para este mercado, que está em plena expansão. Mas, para entrar para o setor, você precisa se profissionalizar. Para isso, existem algumas opções. Vamos falar aqui sobre quais são elas e como escolher o curso mais indicado para você.

cta2-gastro

O que é Gastronomia e onde trabalha o gastrônomo?

A Gastronomia diz respeito a todo setor que se relaciona com a culinária, bebidas e produção de alimentos. Além disso, envolve a forma como a comida é preparada e servida. Isso inclui a apresentação, os acompanhamentos, o ambiente de refeições, design de pratos e talheres, entre outros.

O profissional desta área pode trabalhar em uma série de ramos, e não apenas como chef de cozinha.

Além do chef, estas são algumas das funções que o gastrônomo pode assumir:

  • Chef pâtisserie (cozinheiro especializado em confeitaria e panificação)
  • Consultoria para restaurantes (ajuda na abertura, manutenção e administração de empresas voltadas à culinária)
  • Responsável por segurança alimentar (profissional que fiscaliza e verifica a qualidade e validade dos alimentos servidos e utilizados para o preparo de pratos em restaurantes)
  • Desenvolvedor de produtos (profissional incumbido de criar produtos alimentícios a partir de matérias-primas fornecidas por indústrias), entre outros.

https://www.youtube.com/watch?v=KLo2cA_zAF0

A formação do profissional em Gastronomia

O gastrônomo pode se formar em um bacharelado em Gastronomia, curso com duração de quatro anos em geral, ou em um curso com titulação em tecnólogo, com duração de dois anos. A proposta e os conteúdos ministrados por estas duas modalidades de cursos são diferentes entre si, e vamos explorar um pouco mais sobre cada uma delas.

O bacharelado em Gastronomia oferece uma formação mais humanística do profissional gastrônomo. A graduação busca mesclar aspectos teóricos e práticos da atividade. O bacharel em Gastronomia aprende sobre culinária, bebidas, alimentos, materiais, bioquímica, preparos, cozinhas brasileira e internacional. Além disso, o aluno tem contato com noções de Sociologia, Psicologia, Estatística, Gestão de Pessoas e Gestão Financeira. Há também cursos que oferecem noções instrumentais de línguas estrangeiras em seus currículos.

Já o tecnólogo em Gastronomia, por sua vez, tem uma formação mais voltada à prática cotidiana da culinária e da gestão em restaurantes. Neste curso, ele passa a maioria do tempo dentro da cozinha e do laboratório para desenvolver e aperfeiçoar técnicas de preparo, segurança alimentar e higiene em todos os processos culinários.

Além disso, o tecnólogo em Gastronomia recebe noções de administração e marketing para uma boa gestão e desenvolvimento comercial do negócio gastronômico.
curso-de-gastronomia-distancia

Neste universo de alunos, muitos optam por fazer o curso de Gastronomia a distância. Além de ter os mesmos conteúdos de um curso presencial, o diploma recebido também é idêntico.

Para quem escolhe essa opção, o ritmo de estudos é dividido em módulos. São seis ao total, bem distintos entre si. O conteúdo de cada módulo é o seguinte:

Módulo 1: História e cultura brasileira; Higiene e segurança; Cozinha natural e produção de ingredientes; Habilidades de cozinha e Libras.

Módulo 2: História e cultura gastronômica; Garde Manager e Etiqueta e serviço de sala.

Módulo 3: Cozinha clássica; Enogastronomia e bebidas e Gestão de alimentos e bebidas.

Módulo 4: Panificação clássica e brasileira; Café da manhã e lanches e Técnica dietética.

Módulo 5: Cozinha brasileira de raiz; Cozinha hospitalar; Empreendedorismo e Formação sociocultural e ética I.

Módulo 6: Cozinha internacional.

Como e onde se especializar?

O currículo do gastrônomo ganha ainda mais peso se ele possuir especialização na área. Para se especializar, você pode procurar instituições de ensino superior ou escolas de culinária e gastronomia especializadas em determinada cozinha ou em outros procedimentos gastronômicos.

Alguns profissionais preferem fazer suas especializações no exterior. Algumas das escolas mais famosas ficam na França, Estados Unidos, Canadá e Inglaterra. Podem ainda se especializar na culinária oriental ou em outras cozinhas ao redor do mundo.

Onde fazer o curso de Gastronomia a distância

Se você quer fazer o curso de Gastronomia a distância, procure saber sobre as credenciais da instituição. Qualquer curso da modalidade precisa ser aprovado pelo MEC. Existe inclusive uma nota dada pelo Ministério, que vai de 1 a 5, medindo a qualidade do curso oferecido.


Procure saber qual é a
formação dos professores, já que até mesmo em cursos a distância, a qualificação de quem dá as aulas é muito importante.

A estrutura do polo de apoio presencial também é importante. Você vai precisar se locomover até lá apenas para fazer avaliações, mas o local deve estar disponível caso seja necessário consultar algum livro na biblioteca, por exemplo.

É bom pesquisar também sobre o material oferecido. Nem todas as instituições oferecem apostilas impressas, por exemplo. Garanta que a plataforma onde são colocados os vídeos das aulas seja intuitiva e fácil de utilizar.

O material didático do curso de Gastronomia a distância é oferecido de forma gratuita aos alunos nos formatos impresso e digital. Saiba tudo sobre esse curso!

cta1-gastro

Comentários

Comentários