Não seria ótimo se as milhares de micro e pequenas empresas abertas no Brasil em 2018 dessem certo? Se todos os empreendedores entendessem a importância e investissem em gestão empresarial, administração financeira, planejamento e capacitação para não fecharem as portas nos próximos dois anos?

Mas como a administração financeira ajuda a mudar esse cenário exatamente? Essa atividade visa maximizar o lucro e garantir a sobrevivência das empresas por meio da gestão correta das finanças e das decisões baseadas em dados contábeis.

Ou seja, o profissional da área não trabalha com opiniões. Ele decide as melhores ações após analisar cuidadosamente a saúde financeira da empresa, consultando documentos contábeis, dados internos do negócio e informações relevantes sobre o mercado. Em outras palavras, é um profissional que garante que as finanças sejam um combustível para a expansão empresarial e não para o fechamento do negócio.

Foi pensando nisso que preparamos este artigo para você que pensa em cursar Administração. Continue lendo para conhecer as vantagens de seguir carreira no ramo de administração financeira.

Administração e o mercado de trabalho

1. Ser um profissional estratégico e indispensável

O administrador financeiro é um profissional que empresas não podem viver sem. É um colaborador estratégico, que gerencia adequadamente os recursos financeiros do negócio.

Conhecendo bem a saúde financeira da micro, pequena, média ou grande empresa, ele é capaz de tomar as decisões certas para aumentar a lucratividade. Isso acontece porque ele usa dados contábeis (e não palpites) para avaliar e decidir:

  • qual financiamento vale a pena para obter capital;
  • como aplicar os recursos financeiros da empresa. Isto é, no que investir para gerar resultados a curto, médio e longo prazo;
  • prazos de pagamento e recebimento, evitando ficar sem dinheiro para honrar os contratos com fornecedores, clientes e funcionários.

https://youtu.be/Clfnda_K2h4

Vamos ver um exemplo para isso ficar mais claro? Imagine que uma pequena fábrica precisa adquirir dois equipamentos para produzir mais produtos em menos tempo.

Analisando os documentos contábeis, o administrador financeiro descobriu que a empresa possui capital para adquirir somente uma máquina. Sabendo disso, ele trabalha para encontrar uma solução que permita aumentar a produtividade sem a empresa ter que entrar no vermelho ou sem contratar empréstimos a juros altíssimos.

Percebe como a administração financeira não se trata apenas de registrar as transações realizadas, elaborar relatórios e gerenciar o fluxo de caixa? Administração financeira também é analisar dados para tomar decisões corretas para o crescimento do negócio.

É por isso que esse profissional é valorizado e indispensável em tempos de crise, em períodos de estabilidade e em fase de crescimento econômico. Afinal, com uma boa administração financeira, as empresas vão mais longe.

2. Ter diferentes opções de ramos e cargos para escolher

Existem diversas áreas de atuação para o profissional de administração financeira. É possível trabalhar nos seguintes ramos:

  • Contabilidade / Área Fiscal;
  • Planejamento Financeiro / Controladoria;
  • Finanças Corporativas;
  • Tesouraria;
  • Auditoria Financeira / Compliance (para garantir que a empresa cumpra as regras internas e as legislações, evitando fraudes e corrupção);
  • Fusões e Aquisições;
  • Gestão Financeira Estratégica;
  • Análise Financeira;
  • Assessoria Financeira;
  • Administração de Bens e Valores;
  • Diagnóstico Financeiro;
  • Projeção Financeira;
  • Orientação Financeira;
  • Sistemas Financeiros;
  • Administração de Capital.

E quais são as funções que as empresas oferecem no mercado de trabalho? É possível ocupar cargos de analista, coordenador, supervisor e gerente. Além disso, também há oportunidades para diretor financeiro e controller, para profissionais mais experientes na gestão de finanças.

Administração financeira - rotina

3. Receber uma boa remuneração ao longo da carreira

Uma outra vantagem é a média salarial de um profissional de administração financeira. Do analista ao diretor, a remuneração é vantajosa para profissionais capacitados.

Veja a seguir quanto se ganha, em média, no ramo segundo o Guia Salarial 2019 da consultoria Robert Half.

Contábil/Fiscal

  • Analista Júnior: R$ 3.000 a R$ 4.200
  • Analista Pleno:  R$ 3.800 a R$ 6.800
  • Analista Sênior: R$ 6.000 a R$ 10.000
  • Coordenador: R$ 7.000 a R$ 13.900
  • Gerente: R$ 10.500 a R$ 26.000

Planejamento Financeiro / Controladoria

  • Analista Júnior: R$ 3.000 a R$ 4.800
  • Analista Pleno: R$ 4.000 a R$ 6.800
  • Analista Sênior: R$ 6.000 a R$ 10.000
  • Coordenador: R$ 7.000 a R$ 14.500
  • Gerente: R$ 11.000 a R$ 30.000

Finanças Corporativas

  • Analista Júnior: R$ 4.200 a R$ 5.200
  • Analista Pleno: R$ 4.000 a R$ 7.000
  • Analista Sênior: R$ 6.500 a R$ 10.000
  • Coordenador: R$ 7.000 a R$ 14.500
  • Gerente: R$ 10.500 a R$ 30.000

Tesouraria e Contabilidade

  • Analista Júnior: R$ 2.800 a R$ 4.100
  • Analista Pleno: R$ 3.800 a R$ 6.600
  • Analista Sênior: R$ 5.300 a R$ 9.400
  • Coordenador: R$ 6.500 a R$ 13.500
  • Gerente: R$ 8.500 a R$ 25.000

4. Encontrar boa demanda por profissionais de administração financeira

Você sabia que há bastante demanda para o setor financeiro das empresas, mas poucos profissionais para preencher as vagas?

Ainda de acordo com a Robert Half, centenas de diretores financeiros brasileiros (CFOs) entrevistados entre 2015 e 2018 passam dificuldades para encontrar trabalhadores qualificados para atuar na administração financeira. Isso acontece devido à falta de competências técnicas e comportamentais dos candidatos a uma vaga no ramo. Os CFOs buscam profissionais capazes de:

  • lidar com os desafios de informatizar o departamento financeiro;
  • acompanhar as novas tecnologias, como a inteligência artificial, e aprender a aplicá-las nas atividades financeiras;
  • garantir que a empresa esteja regularizada e atenda às demandas de compliance;
  • gerenciar um grande volume de dados;
  • alcançar as metas financeiras estipuladas para o ano;
  • desenvolver uma visão estratégica, pensando na empresa como um todo;
  • assumir mais responsabilidades, acumulando, também, funções estratégicas;
  • ser resiliente, sabendo lidar com a pressão e os desafios que surgem no setor financeiro;
  • encarar o desafio de fazer o negócio crescer;
  • entender as normas de compliance para melhorar as atividades;
  • ter uma boa comunicação em português e inglês;
  • influenciar pessoas e realizar negociações vantajosas.

Se você decidir seguir carreira em administração financeira, desenvolva essas competências e habilidades para ficar à frente dos outros profissionais e conquistar seu espaço no mercado de trabalho em Administração.

Viu como a administração financeira é uma escolha vantajosa? É uma atividade indispensável para empresas de todos os portes e o profissional que se capacita para seguir carreira nesta área encontra boas oportunidades.

Interessado no ramo? Então dê o próximo passo: conheça todos os detalhes da graduação em Administração EAD da Unicesumar!

cta2-administracao

Comentários

Comentários