Carta de recomendação: para que serve e como conseguir a sua?

Imagine que você vá contratar um enfermeiro para cuidar de algum parente. A confiança nesse profissional aumenta muito quando ele é indicado por outra pessoa que, literalmente, assina embaixo do que disse, certo? Por isso, uma carta de recomendação é tão interessante: ela ajuda na validação da sua experiência profissional.

Mas vai além, até porque muitas empresas pedem uma carta de recomendação tanto quando você se candidata à vaga quanto ao chegar para a entrevista. Nesse sentido, manter um bom networking em todos os seus antigos postos de trabalho, seja CLT ou como autônomo, faz toda a diferença.

A seguir, nós falamos sobre esses diversos modelos de carta, como pedi-las e quais informações são essenciais. Acompanhe!

O que é uma carta de recomendação?

As cartas de recomendação profissional funcionam como um atestado de suas qualidades no trabalho ou acadêmicas ou, mesmo, como um relato de como você é no dia a dia da empresa.

Por exemplo, elas podem indicar habilidade com uso de ferramentas específicas e conhecimentos técnicos e, também, citar soft skills, que são, cada vez mais, um diferencial no mercado de trabalho.

Ao concorrer a uma vaga, muitas empresas pedem que seja levada uma carta de recomendação para atestar o que você contou em seu currículo e aprofundar as percepções sobre sua experiência. Assim, podem fazer uma carta de recomendação:

  • colegas, gerentes, supervisores ou RH de seu antigo trabalho;
  • pessoas para quem você prestou serviço como autônomo;
  • professores, tanto de faculdade quanto de pós-graduação.

Vale lembrar que há diferenças entre carta de recomendação e apresentação. Como você viu, a de recomendação deve ser feita por terceiros. Já a segunda opção é escrita por você mesmo e na primeira pessoa, falando um pouco de sua bagagem profissional, personalidade, estudos e demais experiências que possam trazer diferenciais.

Quais os modelos de carta de recomendação?

Existem diferentes tipos de cartas de recomendação, que vão variar de acordo com as solicitações. A seguir, nós trazemos os principais e o que eles devem conter.

Carta de recomendação genérica

Ela é uma ótima opção quando não há grandes especificações no pedido da carta. Assim, vale a pena incluir os motivos da recomendação, o período em que você trabalhou com essa pessoa (ou prestou serviços a ela). Além disso, é importante indicar o cargo dessa pessoa e um contato, telefone ou e-mail, caso o futuro empregador queira saber mais.

Carta de recomendação acadêmica

Se você fez graduação e quer buscar uma especialização, muitas instituições podem pedir a carta acadêmica, que mostra um pouco de como você era como estudante. É interessante solicitar a algum professor ou mesmo ao coordenador de seu curso. Lembre-se de pedir para acrescentar o período em que você conviveu com essa pessoa.

Carta de recomendação profissional

Esta traz um perfil mais detalhado do seu dia a dia no antigo emprego, como você agia no trabalho em equipe, se era proativo etc. Ela pode ser feita por um supervisor ou por alguém da sua equipe.

Carta de recomendação de colega de trabalho

Esta carta de recomendação segue a linha da anterior e também pode demonstrar um lado mais humano seu, uma vez que será redigida por uma pessoa com quem você teve bastante contato.

Quando ela deve ser usada?

Como dissemos logo na abertura do texto, ela deve ser usada para confirmar sua experiência no trabalho. Profissões ligadas à saúde pedem muito esse documento, que também é solicitado por inúmeras companhias durante seus processos seletivos.

Para os recrutadores, a carta de recomendação também traz mais segurança na contratação. É mais ou menos como as recomendações que os colegas escrevem no seu perfil do LinkedIn — elas chamam a atenção e validam suas qualidades.

Você nem sempre vai precisar de uma carta, mas pode, mesmo assim, para se garantir, solicitar aos ex-empregadores, gerentes ou colegas que redijam uma para você. Afinal, quando são exigidas, não ter uma carta de recomendação vai dificultar a conquista da vaga de emprego.

Como conseguir uma carta de recomendação?

O networking, você viu, é fundamental em um plano de carreira e, também, para bons contatos. Por isso, cuide bem das relações no ambiente de trabalho e durante as funções como autônomo. Cultivar bons relacionamentos fará toda a diferença para conseguir sua carta. Além disso, destacamos outros pontos, como:

  • perguntar se a pessoa se sente confortável em fazer essa carta de recomendação, sem forçar a barra;
  • questionar se ela pode ser referência, deixando um contato na sua carta, caso a empresa queira conversar para outros detalhes;
  • garantir que quem escreve a carta conhece bem o seu trabalho ou as suas habilidades. A ideia é mostrar seu perfil profissional.

Como garantir que sua carta de recomendação será eficiente?

Alguns profissionais já têm experiência escrevendo cartas de recomendação ao serem solicitados, mas isso não acontece com todo mundo. Assim, cabe a você explicar alguns pontos relevantes, como:

  • o motivo de a carta ser escrita;
  • quais informações a carta de recomendação deve ter;
  • o período por que você trabalhou com essa pessoa ou para a empresa.

Também é válido pedir para explicar sobre as funções e atividades realizadas, o seu desempenho nelas, além de qualidades profissionais, destacando os pontos fortes e o seu potencial.

Quais são as informações mais relevantes?

Para garantir que sua carta tenha tudo o que é necessário, apresente à pessoa esta checklist:

  • nome e cargo de quem vai fazer a recomendação;
  • nome completo de quem será recomendado;
  • data em que trabalharam juntos;
  • data do documento;
  • habilidades técnicas como profissional;
  • soft skills;
  • contato de quem está assinando.

Se a carta de recomendação for impressa, digitalize-a para o caso de precisar novamente, ok? Uma boa prática também é pedir cartas de recomendação ao sair de uma firma, para não precisar correr atrás de última hora.

Se você gostou de saber mais sobre a carta de recomendação, o que acha de aproveitar que já está aqui para baixar este material sobre os atalhos mais certeiros para ter sucesso no mercado de trabalho? Não perca tempo!

Comentários

Comentários

Deixe o seu comentário

Recomendado para você