Com o avanço da tecnologia, a forma com que a educação é praticada em nossa sociedade se transforma. Nos últimos anos, a modalidade de ensino a distância (EAD) se transformou e surgiram cursos nas metodologias semipresencial e híbrida.

Você sabe o que esses cursos têm em comum e o que os diferencia?

É o que você verá ao longo deste artigo. Acompanhe nossas explicações!

Semipresencial: o que é?

A modalidade semipresencial é uma fusão entre o ensino presencial e a EAD. Os cursos semipresenciais intercalam disciplinas e módulos feitos presencialmente com momentos de aprendizagem a distância.  

Tudo começou em 2004, quando o Ministério da Educação (MEC) autorizou as Instituições de Ensino Superior (IES) a oferecer até 20% das disciplinas de seus cursos remotamente. O resultado foi a criação dos cursos semipresenciais.

Muitos acreditam, contudo, que nessa modalidade há uma divisão igualitária entre a prática a distância e a presencial. Mas não é bem assim. Ao se matricular em um curso semipresencial, você notará que 80% da grade curricular continua sendo presencial.

Dentro dos 20% feitos a distância, os recursos didáticos disponibilizados no ambiente virtual têm como finalidade estimular a autoaprendizagem.

Além disso, a frequência dos encontros é definida pelos professores e as atividades de tutoria são obrigatórias, assim como as avaliações presenciais.

cta6

Cursos da metodologia híbrida: o que são?

Começamos dizendo que os cursos da metodologia híbrida são uma vertente da modalidade semipresencial. Contudo, eles se destacam por sua visão de aprendizagem e abordagem diferenciadas.  

Mas vamos por partes!

O termo “aprendizagem híbrida” vem da expressão inglesa blended learning e tem ganhado destaque no cenário educacional nacional e internacional.

Quer saber por quê?

Porque seu objetivo é proporcionar aos estudantes recursos e métodos que potencializam sua aprendizagem, de forma ativa e personalizada.

Para isso, essa metodologia combina alguns recursos tecnológicos do ambiente virtual com dinâmicas presenciais específicas, como a sala de aula invertida, o aprendizado por projetos e o aprendizado por problemas. Essas abordagens estão relacionadas às metodologias ativas de aprendizagem.

Curso na metodologia híbrida e semipresencial: quais são as semelhanças entre eles?

A semelhança entre um curso semipresencial e um curso com metodologia híbrida está no fato de que ambos conciliam aspectos das modalidades EAD e presencial. Em nenhum deles o estudante precisa abrir mão da interação com colegas ou da flexibilidade do ambiente virtual.

Além disso, desde que o curso seja reconhecido e a IES credenciada pelo MEC, o diploma obtido ao final terá o mesmo valor que nas modalidades originais.

Curso na metodologia híbrida e semipresencial: quais são as diferenças entre eles?

Nos cursos semipresenciais clássicos, a metodologia empregada é fruto de uma aliança entre o tradicional ensino remoto e o presencial. As disciplinas e conteúdos se complementam, seguindo os moldes do ensino tradicional.  

No entanto, transformar a educação é justamente a proposta da metodologia híbrida.

As metodologias ativas são aspectos que diferenciam um curso semipresencial de um híbrido

Metodologias ativas: o que são?

As metodologias ativas foram criadas para elevar o estudante ao posto de protagonista de sua construção de conhecimento.

Estamos falando de um modelo educativo bem distante do que normalmente ocorre em uma sala de aula tradicional, onde o conhecimento é transferido dos professores para os alunos.

https://www.youtube.com/watch?v=Pf-ZxLzu_nM&feature=youtu.be

Nesse formato, perceba que o estudante é um recipiente passivo dos conteúdos passados. Não é esperado dele que tome as rédeas das aulas, das atividades, dos exercícios etc. Pelo contrário, tudo é previamente decidido por ele; bastando apenas seguir as diretrizes.

Com as metodologias ativas, entretanto, espera-se que o estudante assuma uma postura atuante nas decisões e direcionamentos das práticas.

Nelas, ele aprende os conteúdos individualmente, por meio de recursos interativos diversos, e depois executa atividades e projetos em grupo, presencial e semanalmente.

Portanto, há o momento de aprendizado individual, mas há também interação com colegas, tutores e professores, bem como protagonismo na criação de projetos e resolução de problemas.

Sala de aula invertida: como funciona?

Na sala de aula invertida, o conteúdo é disponibilizado virtualmente, enquanto que a aplicação da teoria ocorre nos encontros presenciais.

Vamos supor que você está cursando uma disciplina de História, e o conteúdo relativo à semana 5 é Revolução Francesa.

Pelo método da sala de aula invertida, você acessará o ambiente virtual e assistirá às videoaulas em casa, absorvendo os conceitos individualmente e resolvendo os exercícios e atividades que forem indicados. Um tutor estará sempre on-line para sanar suas dúvidas.

No encontro presencial semanal, espera-se que você já tenha um domínio teórico do conteúdo. Você deverá se engajar, então, em projetos colaborativos com os colegas a partir dos conhecimentos que foram adquiridos on-line.

Se você parar para pensar, trata-se do oposto do que é praticado na sala de aula convencional.

Cursos da metodologia híbrida: a revolução da educação

Com o avanço da tecnologia, todas as facetas da sociedade são transformadas. A geração que chega hoje às salas de aula universitárias é muito distante da que se formou há uma ou duas décadas. A geração atual cresceu em um mundo conectado pela internet e pelas redes sociais.

Por isso, estamos vivendo um momento em que a educação se utiliza de recursos comunicativos mais modernos — como a realidade aumentada — para alcançar um maior número de estudantes e garantir sua aprendizagem efetiva.

Como você pôde ver, a modalidade semipresencial surgiu da fusão entre a EAD e o ensino presencial. Seu objetivo é facilitar o acesso dos estudantes a tecnologias e dinâmicas que resultam em uma formação mais completa.

Dentro dessa vertente, os cursos com metodologia híbrida buscam revolucionar a maneira com que a aprendizagem ocorre, fazendo uso das metodologias ativas.

Ficou curioso a respeito da metodologia híbrida? Conheça nossos cursos e veja o que eles têm a oferecer!

cta5

Comentários

Comentários