Você está interessado em fazer a graduação em Serviço Social, mas ainda precisa entender melhor o que esse profissional faz exatamente? O curso de Serviço Social oferece uma formação humanística, com foco no estudo de disciplinas bastante teóricas, como Antropologia, História, Sociologia, Desenvolvimento Econômico, entre outras.

O objetivo dessa base teórica reforçada é oferecer conhecimento que permita ao futuro profissional da área compreender a realidade de forma ampla e ter instrumentos teóricos suficientes para promover políticas de bem-estar social.

A graduação em Serviço Social qualifica os alunos para trabalhar em empresas, serviço público, organizações da sociedade civil e movimentos sociais, como organizações não governamentais (ONGs). Formular, implementar e gerenciar políticas relacionadas aos direitos sociais dos cidadãos estão entre as tarefas desempenhadas por um assistente social.

Ainda quer saber mais? Não se preocupe que a gente vai te contar tudo, com ricos detalhes sobre a rotina e as atribuições de quem se forma em Serviço Social. Acompanhe a seguir!

cta1-servico-social

Caraterísticas de um assistente social

O Conselho Regional de Serviço Social (CRSS) de Sergipe detalha que, como a educação do assistente social é humanista, o objetivo é formar profissionais comprometidos com valores que dignificam e respeitam as pessoas em suas diferenças e potencialidades. Tudo isso sem haver discriminação em qualquer natureza, respeitando o Código de Ética Profissional do Serviço Social, reforçando o compromisso com a liberdade, a justiça e a democracia.

Por isso, tão importante quanto entender o que faz um assistente social, é compreender quais ferramentas e posturas ele deve adotar no exercício de sua profissão. Ainda segundo o CRSS, o profissional da área deve desenvolver a capacidade crítica e reflexiva para compreender o contexto amplo em que vivem as pessoas com as quais lida.

Além disso, o profissional de Serviço Social precisa ter ótima habilidade para comunicação e expressão (sendo capaz de se fazer entender por pessoas com as mais diversas formações educacionais), articulação política para saber proceder em encaminhamentos técnico-operacionais, sensibilidade, capacidade para mobilização e organização.

Afinal, o que faz um assistente social?

Ainda que a área de atuação de um assistente social gravite em torno do desenvolvimento e melhoria de políticas sociais, a forma com que um profissional da área pode desenvolver isso varia bastante. Confira abaixo que funções e em quais áreas um assistente social pode atuar.

Saúde

Na área da saúde, o assistente social atua como um agente que interliga os diversos níveis do Sistema Único de Saúde (SUS) às políticas públicas sociais existentes. Dessa maneira, o profissional consegue integrar e promover a comunicação entre diferentes setores. Por exemplo: numa prefeitura, é o assistente social quem faz os procedimentos necessários para viabilizar o transporte, acomodação e o tratamento de um paciente que precisa de atendimento na rede pública de saúde de outra cidade ou estado.

Também é possível atuar em atividades voltadas para a conscientização e a participação da população, promovendo a prevenção, a recuperação e o controle de doenças. Assim, o assistente social passa a trabalhar em prol dos direitos — um de seus compromissos com a sociedade.

Outro exemplo de local em que o trabalho do assistente social é fundamental é nas unidades dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). O objetivo do Ministério da Saúde com estas unidades é prestar serviços em caráter aberto e comunitário. Com uma equipe multiprofissional, o assistente atua pela ótica interdisciplinar, realizando prioritariamente atendimento a pessoas com sofrimento ou transtorno mental, incluindo aquelas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas, em sua área territorial, seja em situações de crise ou nos processos de reabilitação.

Proteção à criança e ao adolescente

O que faz um assistente social atuando com este público é garantir que os direitos básicos de crianças e adolescentes sejam cumpridos. Nesse setor, o profissional pode trabalhar tanto na esfera pública, como prefeituras ou Conselho Tutelar, na esfera privada ou também no terceiro setor, como em ONGs e movimentos sociais.

Sua função aqui é assegurar que as entidades governamentais e da sociedade civil organizada cumpram seus deveres e obrigações em relação às crianças e adolescentes. É o assistente social quem atua como conselheiro tutelar e garante a prestação de serviços obrigatórios previstos na legislação, como educação, saúde e desenvolvimento.

o que faz um assistente social

Meio ambiente

Ao tratar do meio ambiente, as questões sociais também estão inseridas, já que a sociedade está imersa nele. Aqui, o que faz um assistente social é intervir com base nas mudanças que podem ser causadas nas comunidades urbanas e rurais por causa de impactos ambientais.

O serviço social surge como uma política educacional e informativa, exercendo a função de política social. O intuito é garantir que haja maior conscientização da população e das instituições em relação às causas ambientais, para que a sociedade não acabe sofrendo com as consequências.

Educação

Nas escolas, a presença dos assistentes sociais é cada vez maior e assegurada por lei. Nas unidades de ensino, o assistente social promove uma educação cidadã, baseada nos direitos sociais, integrando a instituição e suas políticas às relações que envolvem a sociedade como um todo, sendo um canal importante para os próprios alunos, as famílias e a comunidade.

Pesquisa

Os assistentes sociais podem atuar como pesquisadores. Nessa área, que pode estar relacionada à docência, o assistente social investiga assuntos relevantes para descobertas na evolução do campo profissional. Porém, como a função do assistente social está diretamente ligada a singularidades e transformações sociais, a pesquisa pode ser parte do trabalho para melhorar políticas públicas.

Consultor

Um assistente social pode ser um profissional autônomo e atuar em empresas privadas, integrando equipes multidisciplinares ou prestando consultoria sobre assuntos ligados às políticas sociais. Outros profissionais dão palestras e discutem sobre gestões empresariais a fim de melhorar a relação da instituição com o funcionário.

Muitos também estão ligados ao terceiro setor, envolvendo-se com o trabalho em ONGs. Além disso, há abertura para a atuação em hospitais, creches, institutos técnicos, associações, movimentos sociais, entre outras áreas.

Agora que você sabe o que faz um assistente social, ficou interessado em fazer uma faculdade? Saiba mais sobre o que curso de Serviço Social EAD que a Unicesumar oferece passando aqui!

cta5

Comentários

Comentários