O processo de aprendizagem não é linear. Uma criança pode ter facilidade para ser alfabetizada, enquanto outra tem dificuldades para explorar conceitos. E, às vezes, é preciso alterar a maneira de ensinar para que todas alcancem o mesmo nível de conhecimento. O curso de Psicopedagogia tem uma atuação voltada justamente para essa atividade, entre várias outras.

A graduação forma profissionais capazes de avaliar e melhorar o aprendizado das pessoas. Também permite identificar quais são os principais problemas e obstáculos na compreensão dos conteúdos em sala de aula e contextos diversos de aprendizagem.

Com a escolha das melhores soluções e a abordagem adequada para otimizar o processo, os resultados são favorecidos. Trata-se, portanto, de um curso versátil e repleto de boas alternativas. Então, para não ter dúvidas, entenda a que se propõe o curso de Psicopedagogia e entenda como é o mercado!

Afinal, o que é Psicopedagogia?

Para quem deseja atuar na área de educação, não há apenas a escolha de cursar uma licenciatura, sabia? É possível se envolver com o processo de ensino, de maneira ampla e estratégica — que é o caso da Psicopedagogia. Esse curso utiliza conceitos essenciais de áreas da Psicologia, Neurologia, Antropologia, Pedagogia e Educação.

A grade curricular traz temas pertinentes que ajudam na formação de profissionais mais qualificados e aptos para ajudar crianças e jovens que sofrem com déficit de atenção. As matérias mais discutidas são análise comportamental, inclusão e diversidade na educação e intervenção psicopedagógica.

A intenção é entender como as pessoas se relacionam com o conhecimento e como otimizar o contato entre professores, estudantes e colegas. O papel do psicopedagogo é, principalmente, facilitar o aprendizado. Por meio das medidas personalizadas e adequadas, é possível definir o melhor jeito de atuar.

Qual é a importância da Psicopedagogia?

Essa área profissional é usada como forma de orientação aos indivíduos que apresentam algum tipo de dificuldade no aprendizado. Nesse sentido, os psicopedagogos desempenham um importante trabalho não só no processo de alfabetização das pessoas, mas também tentam ajudar no lado emocional dos estudantes, visto que isso afeta de forma direta o processo de ensino.

A Psicopedagogia quando inserida no âmbito escolar é uma das estratégias que permite agir de forma preventiva em pequenos sinais demonstrados pelos estudantes — por exemplo, a dificuldade em ler, um pensamento mais lento ou a falta de saber relacionar fatos.

Diante disso, é importante que os pais ou responsáveis dos estudantes estejam atentos a todo tipo de comportamento estranho do seu filho e tentem participar do processo de aprendizagem da criança. Afinal, a família e os docentes devem andar juntos para tentar resolver esse impasse.

O que faz o profissional de Psicopedagogia?

Como o curso é amplo e versátil, a atuação dos formados segue o mesmo caminho. É possível agir com diversas responsabilidades e focos de interesse, de modo a alcançar os objetivos de carreira.

Para você ter uma ideia mais clara, entenda o que faz o profissional de Psicopedagogia e veja quais são algumas de suas responsabilidades.

Avaliação psicopedagógica

Uma das principais abordagens inclui a realização de uma avaliação completa sobre o processo de aprendizagem. Ele deve ser capaz de identificar o alinhamento entre os aspectos das interações, bem como os pontos de atenção.

Uma vez que oferece um diagnóstico psicopedagógico robusto, a avaliação garante um entendimento amplo dos pontos de melhoria e do que tem funcionado. A partir desse resultado inicial, as próximas ações podem ser planejadas.

Investigação das causas das dificuldades de aprendizagem

Uma das principais funções do profissional da área é reconhecer problemas, clínicos ou não, ligados ao aprendizado. Uma criança com trauma, por exemplo, pode ter dificuldades cognitivas. De forma semelhante, o transtorno de déficit de atenção (TDAH) é outra causa possível — e que afeta de 5% a 7% dos jovens em todo o mundo. Com os conhecimentos certos, o psicopedagogo faz diagnósticos para apontar possíveis causas que geram falhas na construção do conhecimento. Assim, dá para buscar meios de otimizar o processo.

Definição de intervenções psicopedagógicas

Após o reconhecimento do problema, o psicopedagogo estabelece quais são as medidas adequadas para sua correção. Ele pode usar, por exemplo, a gestão de conflitos ou intervenções familiares para reverter os quadros.

Dependendo do caso, é preciso recorrer a outros profissionais. A adoção de um tratamento clínico-terapêutico pode ser a melhor saída em certos cenários, e o psicopedagogo deve ser capaz de encaminhar o paciente ao tratamento certo.

Uso da metodologia de alfabetização e da Matemática

Outro aspecto fundamental consiste em explorar os métodos voltados à alfabetização e ao aprendizado de Matemática. O psicopedagogo deve reconhecer quais são as etapas necessárias para consolidar o conhecimento e desenvolver conceitos.

Por meio desse entendimento, podem ser planejadas ações para estimular o aprendizado de fonemas ou operações matemáticas. Também é um modo de identificar as melhores intervenções para dificuldades em um ou em ambos os processos.

Aproveitamento da Língua Portuguesa na infância

Especialmente nos estágios iniciais de aprendizagem, o contato com a língua materna é fundamental. Além de estar relacionado à alfabetização, é algo que se conecta com o entendimento completo sobre o idioma.

É por isso que o psicopedagogo tem a função de utilizar a Língua Portuguesa em suas diferentes formas, especialmente na educação infantil. A leitura, a produção de textos e a literatura são aspectos que devem ser trabalhados para gerar os resultados esperados.

Desenvolvimento de políticas de educação inclusiva

Não basta que a educação seja eficiente. Ela também deve pensar nas diversas exigências e backgrounds de seus estudantes. Há pessoas com necessidades específicas e o ideal é que elas sejam contempladas na sala de aula.

O papel da Psicopedagogia inclui planejar ações voltadas para obter uma educação inclusiva e que considere as demandas de todos. Isso é especialmente importante no planejamento de uma instituição de ensino ou em um centro comunitário, por exemplo.

Orientação profissional

Como o psicopedagogo entende sobre a Psicologia do aprendizado, a atuação do cérebro e a Antropologia, ele é capaz de ajudar estudantes em outras possibilidades — muitas vezes, em conjunto com profissionais de outras áreas, como a Psicologia.

A orientação vocacional e o direcionamento profissional é uma atividade a ser explorada na profissão. Ela se relaciona ao desenvolvimento de ações que facilitam o estudante a conhecer o seu perfil e interesses. Com a orientação correta, ele poderá compreender qual é o melhor caminho profissional de acordo com suas capacidades.

Como é o mercado de trabalho da Psicopedagogia?

Já que a área envolve diversos conceitos e atividades, o mercado de trabalho é versátil. Os psicopedagogos podem atuar tanto no setor privado quanto no público. É o caso de trabalhar com escolas e instituições públicas em busca de um aprendizado adequado.

Dependendo da situação, é possível desempenhar a função de consultor na criação de medidas voltadas à aprendizagem, por exemplo. No setor privado, o principal campo de atuação é nas escolas e instituições da educação básica. Com o foco no processo infantil, o profissional ajuda a desenvolver atividades para diferentes estudantes.

É possível até mesmo atuar no setor de saúde. A abordagem integrada a outros especialistas permite a identificação de problemas, traumas e dificuldades. Assim, com a elaboração do tratamento adequado, o desempenho cognitivo é favorecido.

Qual é a média salarial do psicopedagogo?

Esse tipo de setor permite ao profissional escolher onde e como deseja atuar, afinal, o psicopedagogo pode trabalhar tanto em empresas quanto em escolas, clínicas particulares ou instituições de saúde. A média salarial desse cargo é de aproximadamente R$ 2.375,00 — mas o valor pode variar de região e instituição.

Em clínicas próprias, esses profissionais podem atender de maneira mais focada e intensa o paciente. Além disso, pode contar com uma equipe especializada para acompanhar de perto esses indivíduos, desenvolvendo com eles terapias cognitivas a fim de tentar solucionar o problema.

Logo, nesses casos, o profissional pode cobrar um determinado valor pelo serviço, ampliando seus ganhos com procedimentos que são mais elaborados e multidisciplinares.

Quais são as possibilidades de atuação dessa área?

Essa área tem diversos campos de atuação, certo? Em virtude disso, os profissionais que se qualificam em Psicopedagogia têm um leque de opções. Em primeiro lugar, podemos citar a área clínica, na qual o psicopedagogo pode atuar em consultórios específicos e ajudar no aprendizado de muitas crianças e jovens que sofrem com transtornos.

Somado a isso, a educação continuada também é uma opção para os psicopedagogos, afinal, ela lida com pessoas que, por algum motivo, não puderam frequentar a escola na infância e na juventude.

A orientação pedagógica ainda é uma forma de atuação desses profissionais, visto que eles podem criar um plano estratégico com aulas descontraídas e lúdicas que tentem despertar o interesse do estudante em aprender coisas novas e sentir prazer nisso.

Por fim, temos o setor de Recursos Humanos que, por sua vez, está ligado à assessoria de empresas, órgãos públicos e ONGs que oferecem aulas e cursos para os seus colaboradores. O objetivo é fazer com que eles consigam otimizar o processo de aprendizagem e, por consequência, aumentar a produtividade do negócio.

É nítido que a Psicopedagogia é uma área do conhecimento muito relevante e que oferece aos seus pacientes uma experiência de aprendizado mais calma e ao mesmo tempo completa e interdisciplinar. O curso é amplo e traz diversas possibilidades quanto ao processo de aprendizagem. Com a escolha de uma boa instituição de ensino, você tem a chance de atuar em vários pontos do mercado de trabalho, o que amplia a oferta de oportunidades.

Então, gostou do conteúdo apresentado? Aproveite para entrar em contato conosco e ficar por dentro do curso de Psicopedagogia!

Comentários

Comentários