A carreira como gestor esportivo pode garantir grande destaque no mercado, além de uma boa renda salarial para os profissionais qualificados. Ainda assim, mesmo com boas perspectivas no mercado de trabalho, a profissão ainda é bastante desconhecida para muitas pessoas.

Saiba, então, que o gestor esportivo tem atuação na área de Administração, responsável por gerenciar de forma técnica clubes, empresas ou federações esportivas. Em geral, o profissional apresenta habilidades e competências diferenciadas para trabalhar na elaboração de projetos, metas, estratégias e prazos.

São inúmeras as funções de um gestor esportivo no mercado de trabalho. Acompanhe a seguir e saiba mais sobre as possibilidades de atuar nessa interessante carreira!

O que faz um gestor esportivo?

Quem atua na área de gestão esportiva conta com soft skills e hard skills para atuar no ramo de desenvolvimento financeiro, administrativo e técnico das organizações. O gestor esportivo, portanto, deve realizar uma série de funções, como:

  • contratar e coordenar equipes diversas;
  • avaliar o desempenho da equipe;
  • elaborar relatórios de performance;
  • acompanhar o controle financeiro;
  • buscar patrocínios e captar recursos variados;
  • organizar e promover eventos e competições.

Muitas das funções desempenhadas pelo gestor esportivo exigem bastante dedicação e comprometimento. Para isso, muitas vezes os profissionais utilizam ferramentas tecnológicas para facilitar a rotina de trabalho, como plataformas de gestão completas que oferecem a possibilidade de automatizar diversas atividades.

No dia a dia, o gestor esportivo ainda controla inscrições, recebe pagamentos, elabora tabelas de disputas, escreve regulamentos, divulga competições, entre muitas outras tarefas. Essencialmente, o profissional é um administrador especializado em esporte, mas conta com uma formação de conhecimento multidisciplinar, já que domina diversas áreas, como Recursos Humanos e Marketing.

Qual é o perfil do gestor esportivo?

Deu para notar que o gestor esportivo conta com uma série de responsabilidades e atribuições na rotina de trabalho, não é mesmo? É importante que o profissional consiga analisar e entender as mudanças que ocorrem no meio esportivo e seus impactos, mantendo-se sempre em atualização na área para ter melhores chances de empregabilidade.

É interessante que ele atue de forma criativa e inovadora, buscando trazer os melhores resultados para as empresas, organizações e instituições que presta serviços. Outro ponto crucial é saber se relacionar da melhor forma com diferentes pessoas e entidades, como governos, confederações, ligas, patrocinadores, fornecedores, parceiros e veículos de comunicação.

Outra habilidade fundamental para se dar bem na carreira é a capacidade de reagir de forma positiva com imprevistos e ser flexível, visto que a profissão é desafiadora e requer tomada de decisão rápida. Ao contrário de outras áreas, o trabalho do gestor esportivo pede por inovação, por isso, se não estiver atenção, o profissional pode perder ótimas oportunidades.

Qual é o papel do gestor esportivo nas instituições de atuação?

As principais atribuições do gestor esportivo nas instituições de atuação é propor, executar e coordenar as atividades relacionadas ao setor. Ele deve, por exemplo:

  • realizar a manutenção dos espaços para a prática de esportes;
  • organizar campeonatos;
  • participar da construção do calendário anual esportivo.

Além disso, o profissional auxilia a definir os objetivos e a elaborar metas em conjunto com a secretaria esportiva da sua cidade de atuação. Ele pode trabalhar inserindo uma nova modalidade esportiva nas competições. Ou ainda, ajudando na redação do projeto de política pública de esporte do seu estado, que promove a convivência social, a formação e o conhecimento para que a prática esportiva se torne um direito de todas as faixas etárias.

Sem dúvidas, o gestor esportivo tem uma importância significativa dentro de uma instituição, federação, clube, marca ou empresa. O profissional pode contribuir bastante nos mais diversos setores, como comercial, operações, marketing e financeiro. Inúmeros ex-atletas, por exemplo, capacitaram-se e hoje são gestores esportivos de grande destaque no mercado de trabalho.

Entre as atividades, também se destaca a elaboração de planos de negócios e o desenvolvimento de relacionamento com investidores. Para que a negociação seja bem-sucedida, é essencial contar com um gestor esportivo qualificado, preparado e que atue de maneira transparente para apresentar um plano de excelência a pessoas mais influentes.

Como é o dia a dia do gestor esportivo?

O dia a dia do gestor esportivo costuma ser bastante atarefado e agitado. O profissional pode atuar em diversos segmentos, como clubes, federações, empresas patrocinadoras, veículos de comunicação esportiva e, ainda, na gestão de carreira de atletas. Quem deseja obter sucesso na carreira, portanto, precisa entender de tudo um pouco, como treino, marketing, preparação física, entre outros temas.

Para isso, é essencial estudar continuamente e buscar por conhecimentos interdisciplinares para complementar a qualificação. Investir em palestras, eventos e cursos, por exemplo, pode ser uma excelente forma de se manter constante e se preparar para os desafios do mercado de trabalho.

Por que escolher o curso de Gestão de Esporte EAD UniCesumar?

O passo mais importante é buscar por capacitação acadêmica em uma instituição de Ensino Superior. O curso de Gestão de Esporte é uma graduação que engloba todos os conhecimentos necessários para atuar na carreira, além de vivências e atividades que reforçam o currículo profissional.

A boa notícia é que é possível realizar cursos de gestão EAD e obter toda a preparação necessária para uma profissionalização de qualidade. A tecnologia se torna uma aliada no processo de aprendizagem, já que otimiza funções que exigem dedicação e tempo do estudante.

Quem faz a graduação em Gestão de Esporte se prepara para administrar espaços dedicados à prática de esportes e atividades físicas, assim como para realizar o gerenciamento de projetos e eventos da área. O foco está, justamente, no setor administrativo, com disciplinas sobre gestão de projetos, marketing, captação de recursos, planejamentos de eventos esportivos, entre outros.

Sem dúvidas, o curso em uma instituição de Ensino Superior é a melhor opção para quem se interessa pelo mundo corporativo e gosta de acompanhar eventos esportivos com frequência. A graduação tem duração de 2 anos e faz parte da modalidade Tecnólogo, possibilitando rápida inserção no mercado de trabalho e facilidade na formação acadêmica.

A profissão como gestor esportivo atrai a atenção de cada vez mais pessoas, sobretudo quem se interessa pela área administrativa e de gestão. Contudo, lembre-se de que para ter sucesso na carreira é fundamental investir em um curso de excelência que ofereça tudo o que é preciso para se qualificar.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e entre em contato agora mesmo com a equipe da EAD UniCesumar para conhecer mais sobre o curso de Gestão Esportiva!

Comentários

Comentários