Quer morar sozinho? Veja o que você deve fazer antes de tomar essa decisão

Decidir morar sozinho é uma escolha e tanto em nossas vidas, né? Esse é um passo dado rumo à independência, ao novo e à maturidade.

Mas, antes de sair de casa, é essencial se preparar corretamente.

Em vez de saltar na primeira oportunidade que surgir, o melhor é se planejar para não encarar apuros mais tarde. Afinal, você quer que tudo dê certo, não é mesmo?

Por isso, veja quais cuidados ter antes de decidir morar sozinho e aprenda a trilhar esse caminho!

cta1-guia-ead-novo

Conheça as vantagens de morar só

Escolher um cantinho só seu é muito bom. Você poderá curtir a rotina de um jeito diferente e aproveitará várias vantagens no seu dia a dia.

Quem muda, garante: é uma decisão que pode ser benéfica. Então, fique por dentro dos principais pontos positivos!

Maior privacidade e liberdade

Morar sozinho significa ter muito mais liberdade para fazer o que quiser, do jeito que desejar e quando quiser.

Quer deixar a louça para lavar mais tarde? Ok!

Quer ouvir uma música (sem deixar de respeitar os vizinhos)? Vai fundo!

Vai chegar mais tarde em casa? Não precisa entrar escondido.

Essa é uma forma de poder aproveitar melhor o seu dia a dia, sem ter que dar tantas explicações — que fazem parte da convivência.

Melhor nível de autoconhecimento

Por estar sozinho dentro de casa (ou do apartamento), a sua principal companhia será muito importante: você mesmo.

Nesse processo, é provável que descubra várias coisas a seu respeito. Afinal, é possível colocar sua individualidade em prática, experimentar, errar e acertar.

Isso é bom para desenvolver autoconhecimento e até para ter novas habilidades, como equilíbrio emocional. Quem sabe isso até vai ajudá-lo na busca por emprego!

Desenvolvimento da independência

Além de tudo, morar só trará muito mais independência. Afinal, as coisas só serão concluídas ao tomar a frente delas, não é mesmo?

Você aprenderá a curtir a própria companhia, criará uma rotina adequada para as suas necessidades e entenderá como conseguir os melhores resultados.

Após algumas semanas, pode ter certeza, seu nível de independência será muito maior — e isso é bom.

Não se esqueça das desvantagens de morar sozinho

Só que, como tudo na vida, tomar essa decisão também tem alguns pontos negativos. Não significa que precisa desistir, mas é essencial conhecer as desvantagens.

Desse jeito, sua experiência vai ser realista e você não corre o risco de se frustrar, né? Por isso, veja algumas desvantagens para considerar.

Aumento das responsabilidades

Sabe aquela história de que “com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”? Pois é, você não é o Homem-Aranha, mas isso também é verdadeiro quando for morar sozinho.

Afinal, estará em suas mãos a responsabilidade de cuidar de tudo e garantir que o lar funcione da melhor maneira.

Se você não acordar cedo no final de semana, o almoço só sairá à tarde. Se não lavar a roupa, uma hora ficará sem peças novas. Se esquecer de pagar o aluguel, terá o síndico cobrando em sua porta.

Então, a carga de responsabilidade é bem maior e exige que se organize e esteja pronto para encarar os desafios.

Rotina mais intensa

Com o aumento das responsabilidades, a rotina será mais intensa. Se, na casa dos pais, você podia dividir atividades domésticas, ao morar sozinho isso não vai rolar.

Será necessário incluir várias atividades, de varrer o chão a pagar os boletos das contas, em seu cotidiano.

Também será preciso executar mais trabalho por conta própria — ou, então, contratar serviços. Então, saiba que o seu dia a dia será bem diferente.

Sensação de solidão

Não tem jeito: em alguns dias, você vai se sentir só. Pode ser naquela data especial ou em um dia que nada deu certo fora de casa.

É normal sentir falta da bagunça da casa dos pais, dos amigos mais antigos, do bichinho de estimação e assim por diante.

Então, será preciso encarar esses sentimentos de vez em quando — mesmo curtindo a experiência.

Morar sozinho - dicas

Tenha esses 3 cuidados antes de sair de casa

Além de conhecer as vantagens e desvantagens de morar sozinho, é essencial se prevenir. Antes de tomar essa decisão, você tem que se planejar de verdade, para não dar um passo maior que a perna.

Foi pensando nisso que separamos 3 cuidados que precisa adotar antes de sair de casa. Confira!

1. Comece uma pesquisa no endereço de interesse

Para encarar essa nova jornada, é necessário começar pensando qual será o endereço de interesse.

  • Você vai morar na mesma cidade ou vai para outro município?
  • Quais são as características essenciais do seu novo lar?
  • Você prefere morar em casa ou em apartamento?

Responder essas perguntas é essencial para começar a busca, mas muitas outras virão — fique esperto!

Dependendo do seu estilo de vida ou das suas expectativas, será preciso ficar de olho em certas características do local (como o trânsito ou a facilidade de acesso).

Também é importante tirar um tempinho para explorar o lugar do seu interesse. Visite a cidade ou bairro, ande pelas ruas e veja se o local tem a ver com as suas preferências.

2. Entenda quais são todos os custos envolvidos

Depois, é hora de cuidar de algo muito relevante para morar sozinho: o dinheiro. Você deve pensar se já tem uma fonte de renda, se precisará de uma e se terá alguma ajuda, por exemplo.

Também é essencial saber o quanto pode gastar, ao total, por mês. Isso inclui aluguel, alimentação e outras contas a pagar.

Não se esqueça de considerar os custos para mobiliar o novo lar e para transportar o que você já tem. Coloque os valores no papel para entender de quanto precisará e comece a juntar!

3. Comece a fazer pequenas mudanças desde já

Inclusive, não é preciso esperar trocar de endereço para fazer algumas adaptações importantes. Sobre o dinheiro, por exemplo, é hora de começar a poupar para a mudança e para emergências.

Isso vai exigir uma nova visão sobre a sua vida financeira, o que será muito positivo no futuro. Como apenas 25% dos jovens fazem controle financeiro, você precisa fugir dos hábitos da maioria.

Também é importante já incluir atividades e responsabilidades em sua rotina. Seja mais proativo e comece a conciliar tarefas de casa com os estudos EAD, por exemplo.

Outros cuidados são essenciais, como comer e dormir melhor. Assim, no novo endereço, seu dia a dia será mais saudável.

Morar sozinho, como tudo na vida, tem vantagens e desvantagens. Com o preparo certo, você vai driblar os obstáculos e aproveitar todas as oportunidades dessa mudança.

Quer outras dicas imperdíveis para o seu cotidiano? Curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram!

cta2-guia-ead-novo

Comentários

Comentários

Deixe o seu comentário

Recomendado para você