Chegaram as férias! Período bom para descansar a cabeça, dar espaço para o ócio criativo, esquecer completamente aquelas matérias complicadas, deixar de lado o estresse no trabalho e nem dar moral para os estudos, certo? Na verdade, não é bem assim. Apesar de ser um momento propício e muito indicado para um relaxamento, é preciso dedicar um tempo para o aprendizado também.

A motivação para estudar pode até fugir do seu controle, mas é preciso entender a importância de não ficar parado nessas horas. Isso, porque essa prática deixa você para trás e transforma o retorno às aulas em uma missão ainda mais complicada. Então, não vale desanimar!

Venha com a gente! Vamos ensinar alguns truques para manter o gás nos estudos mesmo durante as férias, mas sem permitir que essa dedicação interfira no seu descanso.

Busque uma transição eficiente

Nos períodos de aulas, geralmente, os estudantes ficam a mil por hora, não é mesmo? Se isso acontece com você, a melhor estratégia é desacelerar um pouco o fôlego antes de retomar as atividades. Tire uns dois ou três dias para realmente não pensar nos problemas ou dificuldades com os conteúdos.

Após essa recompensa por toda a sua dedicação, retorne aos trabalhos aos poucos. Se, antes, você estudava 9 horas por dia, por exemplo, comece a separar 3 horas para leituras e atividades mais tranquilas nessa volta. Nos dias seguintes, aumente um pouco essa carga até chegar a um período satisfatório de estudos, mas que não canse tanto sua mente.

De toda forma, tente não ceder à agitação e ao estresse, comuns aos períodos em que os estudos estão a todo vapor.

Encontre um local confortável para estudar

Sabe o que ajuda a dar aquele ânimo para estudar durante as férias? Um lugar confortável, com boa iluminação e ventilação –– de preferência, com todos os seus materiais por perto, para não tirar muito a sua concentração. Sabe aquele ambiente todo organizado e com a sua cara que dá até vontade de ficar por ali por bastante tempo? Essa é a ideia!

Pense naquilo que provoca calma e identificação para personalizar o seu cantinho de estudos. Vale até levar algumas frases motivacionais, fotos de familiares e amigos queridos, alguma peça de decoração alegre e por aí vai. Afaste ao máximo a ideia de que serão momentos de obrigação que precisam acabar logo — o ambiente servirá para provar exatamente o contrário.

Tenha um cronograma de estudo

Nem só de técnicas de estudo vive um estudante. Afinal, elas nem são tão eficientes assim se você não sabe ao que se dedicar em seguida, certo? É aí que entra o cronograma como seu melhor aliado. Basicamente, a intenção é listar todos os conteúdos que você queira aprender e os horários disponíveis para essa atividade.

Depois, basta ligar esses dois pontos, mas com algumas considerações:

  • entenda quais são os horários em que você está mais produtivo e coloque as matérias complicadas e densas nesse período. Assim, conquista eficiência;
  • reserve espaços para o lazer e o descanso também, para estimular o seu cérebro a se organizar e cumprir horários;
  • separe um tempo também para a prática de exercícios –– logo mais, explicamos melhor o motivo;
  • se possível, faça esse cronograma em uma cartolina e deixe-o em evidência em seu local de estudos, para funcionar como uma boa motivação para estudar.

Vale lembrar que existem vários aplicativos de estudo que podem ajudar nesse momento. Então, use a tecnologia a seu favor para diversificar esses períodos, fugindo da mesmice e ganhando mais ânimo.

Estabeleça metas realistas

Parece interessante estudar e reler todos os seus livros e apostilas, não? Mas essa pode não ser uma meta muito realista: se você projetar isso e, lá na frente, perceber que sua capacidade de dedicação não será suficiente para tanto, pode se frustrar. Então, é bom analisar o cenário antes de tudo.

Veja quanto tempo terá e pense de quantas horas precisa para cada conteúdo. Dá para focar as revisões, para garantir um melhor entendimento das matérias, e até os exercícios, para fixar o aprendizado. 

Aproveite a hora de montar o cronograma para inserir alguns espaços para imprevistos –– afinal, como você está de férias, pode muito bem aparecer alguma atividade interessante para fazer com amigos ou família.

Estude matérias diferentes

Sabe aqueles momentos do ano em que você se dedicava muito a uma matéria complicada para absorver melhor o conteúdo? Esqueça essa estratégia nas férias. Como o ideal é ser um complemento à sua dedicação, diversifique as disciplinas durante as semanas — inclusive, já programe isso ao montar o cronograma.

Planeje estudar um pouco de cada coisa, diversificando as suas técnicas. Veja se é possível aprender com filmes, séries e outros materiais audiovisuais. Faça exercícios e pequenas provas, teste seus conhecimentos e invista nos resumos.

Crie recompensas ao cumprir as metas

Aqui, vai mais uma dica de ouro: a automotivação (para estudar ou o que for) é uma das características profissionais mais valorizadas no mercado. Então, por que não trabalhá-la durante as férias, com seus estudos? Para reforçar essa prática, reconheça os seus avanços e esforços sempre que possível, com pequenas recompensas.

Sabe as metas que estipulou? Pense em benefícios para cada uma dessas conquistas –– por exemplo, um sorvete se conseguir entender aquela matéria difícil a partir de 10 exercícios de fixação.

Cuide da sua saúde física e mental

Você sabia que os exercícios físicos também são uma técnica para aumentar a concentração? Isso, porque você oxigena o cérebro e movimenta o corpo, o que logo se transforma em clareza mental e, portanto, motivação para estudar. São momentos de cuidado com a sua saúde que potencializam a sua produtividade em diversos outros cenários.

Também não vale descuidar do bem-estar mental –– por isso, o descanso deve ser priorizado. Ainda, é importante buscar formas de fortalecer o seu emocional, estando perto de pessoas queridas ou, mesmo, praticando meditação. Nesses momentos, deixe de lado as dificuldades e pense nas suas conquistas.

Ao seguir as dicas deste post, você vai ver a motivação para estudar durante as férias crescendo. Acima de tudo, tenha em mente que manter essa rotina é uma prática benéfica para o seu aprendizado contínuo. Em um futuro breve, verá como os resultados positivos aparecem: desde a conquista de boas notas até uma vaga de emprego na sua área, devido aos seus diferenciais.

E aí, gostou do que viu por aqui? Então, que tal ajudar seus amigos a ter mais motivação para estudar nas férias? Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

Comentários

Comentários