O sound designer é um profissional que realiza o planejamento de todos os elementos sonoros presentes em um conteúdo, participando diretamente de todas as etapas de produção e pós-produção. Ou seja, é ele quem cria e produz os efeitos sonoros que fazem parte de uma obra audiovisual.

Em geral, o sound designer desenvolve uma atmosfera de imersão completa no som, gerando as mais diversas sensações nos ouvintes. Por ser uma figura central na parte de áudio, ele participa ativamente da construção da narrativa sonora.

Acompanhe a seguir e entenda o que faz, como é o mercado de trabalho e quais são os requisitos para se tornar um sound designer!

O que é e o que faz um sound designer?

O sound designer, ou design de som, é uma técnica artística que cria trilhas sonoras. Elas podem ser utilizadas para diversos objetivos e meios, como televisão, cinema, jogos, entre outras áreas das Artes Visuais. A prática profissional envolve criar e desenvolver elementos auditivos por meio de ferramentas específicas de produção de áudio.

O trabalho tem como foco tanto a edição quanto a criação de áudios a partir do zero. O sound designer atua justamente produzindo sons, efeitos sonoros e ruídos para as produções audiovisuais. Nessas produções, por exemplo, os sons dão movimento às cenas, transmitem sentimentos e sensações, além de dramatismo. Ou seja, o profissional é responsável por criar os sons que dão vida musical às cenas.

Como é seu dia a dia?

No cotidiano de trabalho, o sound designer pode trabalhar na concepção sonora de filmes, documentários, novelas e outras produções audiovisuais. Além disso, ele pode atuar em outras áreas, como a música, videojogos, teatro e, até mesmo, no setor de moda.

Também é comum encontrar um sound designer atuando como diretor de som em filmes, responsável pela criação sonora da obra cinematográfica, como diálogos, ruídos, entre outros. Em geral, ele atua na fase de produção, mas no dia a dia, é comum encontrá-lo se dedicando à pós-produção.

Quais são as suas funções?

O sound designer costuma desempenhar funções complexas, podendo ter responsabilidades diversas, como captura de diálogos, edição, mixagem e música. Por isso, para a criação de sons é fundamental que o profissional seja bastante criativo e goste de inovação.

A seguir, veja quais são as principais funções que um sound designer desempenha no mercado de trabalho:

  • manipula o som com efeitos de áudio;
  • utiliza técnicas de gravação experimental;
  • altera a velocidade ou a direção da reprodução de um trecho de áudio;
  • usa samplemento e samplers como recursos no design de som;
  • controla o aspecto dos sons por meio de sintetizadores;
  • experimenta padrões de notas e efeitos MIDI, como arpejo;
  • realiza gravações de campo e captura sons ambientes fora do estúdio para agregar às suas composições.

Quais são as características necessárias para se tornar um sound designer?

É fundamental que o sound designer seja bastante criativo e tenha um certo talento para a música. Não é importante saber tocar instrumentos, mas ter ouvido musical treinado para reconhecer diferentes sons. Além disso, é interessante que o profissional tenha uma boa capacidade auditiva.

Ter conhecimentos avançados sobre sons e música na área audiovisual e multimídia também são requisitos essenciais para um sound designer. Como a atuação envolve muitas pessoas, é imprescindível trabalhar bem em equipe e ser capaz de distribuir tarefas entre os colegas.

É comum receber ordens e orientações no cotidiano, e mesmo que as funções sejam empolgantes, é importante ter em mente que o sound designer passa boa parte do tempo na frente de um computador. Portanto, é preciso ter bastante paciência, perseverança e atenção aos detalhes.

Como está o mercado de trabalho para esse profissional?

O mercado de trabalho na área é aquecido e oferece inúmeras possibilidades de empregabilidade. O profissional pode atuar com cinema, televisão, em produtoras, agências de publicidade, empresas de espetáculo, entre outras instituições que necessitam utilizar elementos audiovisuais em suas obras.

Mesmo que a profissão ainda seja desconhecida por muitas pessoas, há bastante procura pelas funções no mercado. Atualmente, é possível encontrar vagas de trabalho com boas remunerações em agências que criam e veiculam produções audiovisuais.

Como ingressar nessa carreira?

Para ingressar na carreira como sound designer, saiba que é fundamental adquirir conhecimentos técnicos e teóricos para atuar na criação e produção sonora em produções audiovisuais. A prática é muito importante, mas sem a teoria, dificilmente o profissional consegue um cargo valorizado e bem pago.

A maior indicação, nesse caso, é buscar por formação acadêmica de excelência. Você pode optar por um curso de Artes Visuais, por exemplo, mas o recomendado é buscar por graduações mais direcionadas para a área, como o curso de Tecnologia em Design Musical e Licenciatura em Música.

Por que escolher o curso de Tecnologia em Design Musical?

A graduação em Design Musical da EAD UniCesumar é o primeiro curso do Brasil que combina a prática entre mercado, arte e profissão. Com duração de 2 anos, o curso oferece uma formação tecnológica e ágil, desenvolvendo o estudante para atuar no mercado fonográfico e na produção musical.

São abordados os seguintes conteúdos na matriz curricular:

  • produção musical e sonora;
  • marketing;
  • plataformas de streaming, como Spotify e Deezer;
  • acústica;
  • masterização;
  • engenharia de som;
  • produção fonográfica;
  • práticas de edição e avaliações técnicas;
  • mentoria instrumental;
  • sonoplastia e produção audiovisual.

Após a formação, o estudante pode atuar como profissional de música em diversos segmentos do mercado. Alguns exemplos são: gravadoras, produtoras, selos musicais ou, até mesmo, agenciando a sua própria carreira.

Quando optar pela Licenciatura em Música da EAD UniCesumar?

O curso de Licenciatura em Música da EAD UniCesumar forma educadores musicais para atuar na Educação Básica, proporcionando contato com disciplinas que ampliam o seu campo de atuação. Com duração de 4 anos, a graduação tem práticas de conjunto com outros estudantes, por meio de comunicação remota.

Ao longo da trajetória acadêmica é possível ter contato e aproximações com diferentes instrumentos, compreendendo a linguagem musical e ferramentas digitais que reproduzem sons. Tendo o diploma em mãos, você pode atuar como educador musical, trabalhar com docência em música e produção musical, além de atuar com canto, pesquisa, regência, editoração de partituras, produção cultural, entre outras funções.

Como um profissional experiente em uma área bastante específica, o sound designer deve ter vontade de aprender para ganhar experiência e conseguir desenvolver uma carreira de sucesso. Lembre-se de que para ter um currículo valorizado é fundamental investir em formação acadêmica de qualidade.

Aproveite a visita e entre em contato agora mesmo com a equipe da EAD UniCesumar para conhecer mais sobre os nossos cursos!

Comentários

Comentários