Você já quis ser estilista? O mercado de trabalho para o designer de moda não para de crescer. Ele está aberto para quem tem vontade de trabalhar com criação, roupas, calçados e acessórios.

Há alguns anos, o Brasil ocupa um lugar de destaque no mercado mundial da moda. Os números mostram que atividades relacionadas à moda e ao vestuário permanecem em constante crescimento, mesmo com os tempos difíceis que a economia brasileira vem enfrentando.

Neste artigo, você saberá mais detalhes sobre como anda o mercado no país, o que faz um designer de moda, as habilidades necessárias para ter sucesso na área e as possibilidades para o profissional no mercado de trabalho. Acompanhe!

mercado-de-trabalho-para-o-designer-de-moda

Saiba o que faz um designer de moda

O designer de moda é um profissional capacitado para criar, desenvolver e comercializar roupas e acessórios. Ele também pode produzir eventos de moda, lidar com o fornecimento de matéria-prima para a produção das peças e realizar diversas outras atividades.

Durante os estudos do curso de Design de Moda, o aluno aprende a aliar o conhecimento das artes, ciência e tecnologia à competência exigida pelo setor. Isso permite que ele atue em diversas áreas desse amplo mercado.

Conheça algumas carreiras que o designer de moda pode seguir:

  • estilista: esse profissional é o responsável pela idealização, desenho e criação de coleções de roupas, calçados e acessórios para marcas de vestuário;
  • produtor de moda: cuida da produção de eventos de moda, editoriais, desfiles e campanhas. Esse profissional trabalha para garantir todos os meios e materiais necessários para a realização do evento;
  • modelista: sua principal função é desenvolver os moldes das roupas criadas pelos estilistas, seguindo as orientações dos desenhos de cada peça;
  • caçador de tendências: auxilia na elaboração e desenvolvimento das coleções de roupas, calçados e acessórios. Como esclarece o nome da função, é o profissional responsável por identificar tendências nas diversas áreas da moda;
  • personal stylist: ajuda pessoas a encontrarem o seu estilo e a se vestirem bem, com roupas da moda adequadas ao seu corpo e preferências pessoais;
  • figurinista: cria figurinos para produções teatrais e cinematográficas, levando em consideração aspectos como estética e época retratada na produção.

Entenda onde o profissional pode atuar

O mercado de trabalho para um designer de moda é bem extenso, e, ao fazer a opção por esse curso, você vai encontrar diversas oportunidades de atuação. Confira, abaixo, algumas possibilidades de atuação para essa profissão.

Consultoria

Ao se formar em design de moda, uma excelente opção é prestar consultorias para as pessoas. Dessa forma, você pode ajudá-las a encontrar o estilo mais adequado à personalidade delas.

Entre seus potenciais clientes, estão algumas figuras públicas que precisam estar bem vestidas para aparecerem em frente às câmeras, quem deseja melhorar seu marketing pessoal, entre outros.

Modelagem

Outra opção de atuação é com os chamados protótipos de roupas. Ao se formar designer de moda, você consegue fazer moldes das peças de roupa no papel e mandar para a plotagem. Esses artigos servem para desfiles de modelos, e você pode acabar lançando a moda.

Ensaios fotográficos

O profissional formado em design de moda pode ter seu trabalho solicitado para ajudar na produção de ensaios fotográficos. Assim, se você fizer a opção por um curso dessa área, vai ter a chance de participar de ensaios de revistas, exposições e anúncios, auxiliando para que a produção seja feita de forma harmoniosa e bonita.

Indústrias

Outra oportunidade de atuação é nas indústrias têxteis. Nesse setor, você pode ser responsável pelo departamento de criação, pelo fornecimento de matéria-prima, logística dos produtos e no setor de vendas. Ou seja, ao atuar na indústria têxtil, seu trabalho pode ser demandado para diversas possibilidades de atuação.

Negócio próprio

Se você tem muita personalidade e gostaria de colocar isso em suas peças, considere a possibilidade de trabalhar em sua própria marca. Nessa alternativa, existe muito trabalho criativo e também de gestão, mas tudo isso deve ser recompensado pelo reconhecimento e retorno que sua marca pode oferecer.

Além de deixar a sua assinatura pelo mundo, é possível tornar seu estilo conhecido e fazer com que sua mensagem seja vista por outras pessoas. Assim, você vai poder aplicar seu próprio estilo e valores no seu trabalho e ainda terá uma maior possibilidade de receber grandes retornos financeiros.

Veja qual a posição do Brasil no cenário mundial da moda

Os dados da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecções (ABIT) mostram que o setor da moda é o segundo ramo que mais emprega no país.

A estimativa é de que o mercado crie mais 300 mil postos de trabalho até o ano de 2025. Tudo para atender às mais de 30 mil indústrias têxteis do país, que representam 3,5% do nosso Produto Interno Bruto (PIB). Isso faz nosso país ser o 6° maior produtor de roupas, calçados e acessórios do mundo.

E está enganado quem pensa que o mercado de trabalho para o designer de moda se resume aos grandes desfiles das novas coleções. Esse setor mobiliza milhares de profissionais todos os dias, afinal, as pessoas precisam se vestir, e preferem se vestir bem, de acordo com as tendências e últimas coleções trazidas por lojas e polos distribuidores.

Isso representa uma cadeia operacional gigantesca, garantindo ao designer de moda a possibilidade de atuar em diversos ramos, seja como um protagonista (estilista, colunista, coordenador), nos bastidores ou na equipe de apoio à produção do mercado da moda. São modelistas, figurinistas, caçadores de tendências, produtores de eventos e outros.

cta5

Confira os grandes eventos brasileiros de moda

Como um grande produtor de moda, é de se esperar que eventos importantes do setor aconteçam no país. Conheça o São Paulo Fashion Week e o Minas Trend, os dois principais eventos brasileiros!

São Paulo Fashion Week

A primeira edição do SPFW aconteceu em 1996. Nos seus anos iniciais, o evento tinha outro nome: Morumbi Fashion Week. Somente em 2001 ele passou a ser denominado São Paulo Fashion Week. De 1996 para cá, foram realizadas 43 edições do evento na Terra da Garoa.

O SPFW é considerado a quinta maior semana de moda do mundo e o maior evento do setor na América Latina. Foi o evento que colocou o Brasil no mapa e no calendário da moda mundial, lançando modelos e estilistas internacionalmente famosos, como Gisele Bündchen e Alexandre Herchcovitch.

Minas Trend

O Minas Trend surgiu para fomentar e promover a indústria de moda mineira. Já são 10 anos de existência, aproximando fabricantes e lojistas, gerando negócios do setor de moda brasileiro e promovendo o intercâmbio entre profissionais do ramo.

O evento apresenta um conceito inédito no Brasil: reúne em um só lugar expositores de vestuário, calçados e acessórios. Com essa estratégia, o Minas Trend tornou-se um grande salão de negócios para a indústria da moda.

Descubra quais são os nichos e tendências da atualidade

O mercado da moda está em constante renovação. Por isso, é um ramo profissional que exige criatividade, empenho, estudo e planejamento das pessoas que fazem parte de seus processos.

Com a internet sendo acessada por cada vez mais brasileiros, o mercado tem mais espaço para crescer, já que os e-commerces ganham confiança dos consumidores. Além disso, algumas tendências estão tomando as ruas e os guarda-roupas dos brasileiros.

Agora, trataremos de alguns ramos nos quais os designers de moda podem investir com boas chances de retorno, seja para trabalhar de maneira autônoma ou com empresas:

  • moda para gestantes: as grávidas se preocupam muito com seu visual e vêm se vestindo cada vez melhor. Produzir para esse mercado, sempre exigente, pode ser uma boa escolha para os designers de moda.
  • plus size: a moda vem deixando os padrões de tamanho para trás, e o mercado passa a investir em roupas acessíveis para todos. Em um futuro breve, quem deixar de pensar nesse segmento vai ficar para trás. Ainda melhor se você investir em moda plus size como seu produto principal, dando atenção especial aos modelos;
  • moda sustentável e moda brechó: os consumidores têm exigido mais qualidade e preocupação ambiental e social em todas as etapas de desenvolvimento das peças. Os designers de moda podem lançar seus olhares a esses ramos. Isso inclui administrar um brechó — cuidando da entrada e saída de peças, produção de looks etc. —, mas também pode ser se engajando em projetos de moda de cunho sustentável, para atrair clientes;
  • streetwear: desde que sua popularidade começou, há cerca de 50 anos, a “moda de rua” nunca mais saiu de moda. Sempre renovada, as peças jovens são uma boa aposta para todos os designers empregados no setor.

É fundamental para um Designer de moda conhecer os nichos e tendências do universo fashion

Conheça os estilistas brasileiros famosos

Com a sua posição no mundo da moda, o Brasil também é a terra natal de diversos estilistas reconhecidos internacionalmente. Conheça alguns deles!

Alexandre Herchcovitch

Você já deve ter ouvido falar no Alexandre Herchcovitch — ele é um dos estilistas brasileiros mais famosos no exterior! Conhecido por suas coleções masculinas e femininas, ele realizou seu primeiro desfile em São Paulo no Phytoervas Fashion, evento que abriu espaço para o SPFW.

Uma década depois do seu debute nas passarelas, Alexandre levou sua marca para importantes desfiles internacionais em Londres, Paris e Nova York.

Francisco Costa

Em 2003, Francisco Costa assumiu um cargo importante: diretor criativo da Calvin Klein Collection. Com esse posto, o estilista brasileiro tornou-se uma figura conhecida do cenário global da moda.

Ele criou peças que foram usadas por diversas celebridades internacionais, como Jennifer Lawrence, Diane Kruger, Lupita Nyong’o e Naomi Watts. O mineiro conquistou Hollywood com as suas criações minimalistas e é um estilista bastante premiado.

Patricia Bonaldi

A estilista mineira queridinha de celebridades brasileiras e de diversas blogueiras de moda está conquistando cada vez mais estrelas internacionais com seus vestidos bordados e repletos de aplicações.

Patricia abriu uma loja multimarcas em Minas Gerais e decidiu apostar em roupas sob medida, para se diferenciar da concorrência. A escolha deu certo, e ela assinou sua primeira coleção em 2003.

Em 2012, surgiu a PatBo, sua segunda marca de roupas, para atender a suas clientes jovens e fashionistas — outra aposta que deu certo e que conquista cada vez mais jovens mulheres.

Aprenda quais são as habilidades necessárias para o designer de moda

Como você pôde perceber, o mercado de moda é promissor para o profissional da área. Além de investir em uma formação de qualidade, é preciso desenvolver algumas habilidades fundamentais para ter sucesso no setor. Confira quais são elas!

Interesse e proatividade

Faça do interesse e da proatividade seus melhores parceiros de trabalho. A indústria da moda é exigente e requer profissionais que busquem soluções para os problemas que possam aparecer.

Ficar parado esperando ordens não levará você a lugar algum nessa área. Portanto, acumule experiências sempre que tiver uma oportunidade, participando ou trabalhando em eventos e workshops do setor. Tenha iniciativa para ir atrás do que deseja!

Criatividade e inovação

A inovação e a criatividade são amigas de longa data e importantíssimas para um profissional da indústria da moda — e podem ser divisores de águas para sua carreira.

Não tenha medo de soltar a sua criatividade e usá-la a seu favor.

É claro que os conhecimentos técnicos são importantes para o designer de moda, mas a criatividade é a estrela. Portanto, use e abuse da sua imaginação!

Fique de olho nos acontecimentos da sociedade e nos comportamentos das pessoas para identificar tendências e novidades no mundo da moda. Não tenha medo de inovar em seu trabalho sempre que identificar uma oportunidade.

Espírito de equipe

Você já viu os bastidores de desfile ou editorial de moda? É muito movimento! São muitas pessoas circulando e trabalhando para que o evento aconteça como planejado. Afinal, é impossível fazer tudo sozinho.

É por isso que saber trabalhar em equipe é fundamental para o profissional de moda. Independentemente do cargo ocupado, ele atuará constantemente em times e precisará lidar com muitas pessoas. Pensar no bem-estar de todos tornará o trabalho do profissional mais agradável e produtivo.

Originalidade

Não siga padrões preestabelecidos nem copie outras pessoas!

Quando você aposta na sua originalidade, em ser você mesmo, dá um passo à frente de todos os outros profissionais. Isso vale tanto para o seu estilo pessoal como para as criações que realiza no seu trabalho.

Conheça o curso de Design de Moda a distância

O mercado de trabalho para o designer de moda exige um certo nível de capacitação. Mas, se não dá para cursar uma faculdade presencial, já pensou em uma graduação a distância?

A modalidade oferece o mesmo prestígio e reconhecimento de um curso presencial. Além disso, os métodos utilizados para ministrar o conteúdo são planejados de uma forma que garante o aprendizado solo do estudante.

Uma excelente alternativa é fazer o curso tecnólogo de Design de Moda da EAD Unicesumar, que dura dois anos. Com uma carga horária de 1.800 horas de aula, você aprende tudo de que precisa para se sair bem no mercado de moda e conta com o suporte de um curso com nota máxima no MEC.

Nele, você vai se transformar em um profissional com olhar diferenciado e capaz de desenvolver diversos produtos para a indústria da moda. Além disso, o curso permite interpretar tendências, articular novas coleções e criar peças únicas e autorais.

Aprenda mais com uma especialização em moda

Após vencer os desafios da graduação, é importante pensar no desenvolvimento da carreira e em como aprofundar os seus conhecimentos. Para isso, uma especialização em Moda pode oferecer um olhar mais profundo e ajudar na hora de tirar seus projetos do papel.

A Pós-Graduação em Moda e Negócios conta com 400 horas, distribuídas entre disciplinas obrigatórias e optativas. Ela é uma excelente alternativa para quem busca refinar os conhecimentos e habilidades adquiridos na graduação, oferecendo, ainda, disciplinas voltadas para os negócios e para o gerenciamento da própria empresa de moda.

Viu como o universo da moda é repleto de possibilidades? Para conseguir atuar como designer de moda, é necessário contar com a sua criatividade, mas, principalmente, com boas técnicas e uma formação sólida. Por isso, não perca mais tempo e comece agora mesmo a investir no seu futuro.

Gostou do nosso texto? Quer saber por onde começar os seus estudos? Então, entre em contato conosco e confira como o curso de Design de Moda da EAD Unicesumar pode ser o primeiro passo em uma carreira de sucesso!

cta6

Comentários

Comentários