atividades complementares

Atividades complementares: descubra a importância delas para cursos EAD

Nem precisamos dizer que a graduação é essencial para conquistar uma carreira sólida e com boas oportunidades no mercado, não é mesmo? Como benefícios do EAD, então, você ainda consegue conciliar todos os seus compromissos com os estudos com mais flexibilidade, autonomia e até controle financeiro.

Entre as dúvidas que surgem sobre o ensino a distância, estão as atividades complementares. Como o próprio nome já indica, seu propósito é ir além do conhecimento conquistado dentro da sala de aula –– presencial ou virtual –– e ampliar a bagagem do estudante. Para resumir a conversa, é mais uma etapa da preparação para a vida e o mercado de trabalho.

Mas quem faz um curso EAD precisa mesmo fazer as atividades complementares?

Afinal, é preciso fazer atividades complementares em cursos EAD?

Também conhecidas como horas complementares, é bem provável que essas atividades sejam obrigatórias em seu curso EAD. Mas elas aparecem também nos presenciais e até em técnicos, ensino médio e assim por diante. Essa é uma informação que pode ser encontrada no seu ambiente virtual de aprendizado. Geralmente, a faculdade estipula um valor que o estudante deve apresentar de atividades para que pegue o diploma em mãos.

De qualquer modo, elas são muito importantes para, como vimos, complementar o que você aprende na graduação. Nelas, é possível colocar em prática alguns ensinamentos da sua profissão que valem para a vida toda e ainda conquistar novos insights. Por essa razão, muitas faculdades incentivam e recompensam os estudantes que se preocupam com esse quesito.

Como os cursos EAD contam com essa flexibilidade de aulas a distância, a prática fica por conta do aluno. Isso quer dizer, na verdade, que as atividades complementares só facilitam a sua formação acadêmica, tornando-a mais completa para uma atuação de respeito no mercado.

Quais são as vantagens?

Se todo conhecimento é bem-vindo, você já deve imaginar algumas das vantagens de fazer atividades complementares, certo? Para não restarem dúvidas, listamos as principais a seguir. Temos certeza de que, após a leitura deste tópico, você vai procurar a que parece mais interessante aos seus objetivos pessoais e profissionais!

Expandem seu repertório de mundo

A faculdade já é um grande divisor de águas na vida de um estudante. Noções de responsabilidade e autonomia são os principais aprendizados, principalmente quando você está em um curso EAD. Se você os complementa com outras atividades, pense no quanto isso amplia o seu repertório de mundo.

Assumir um compromisso que vai além do básico já é um passo importante na sua vida. Dá até para aprender a otimizar seu tempo e se dedicar com a mesma motivação para diferentes tarefas da sua rotina. As lições tiradas dessa experiência abrem sua mente para realidades bem distantes da sua.

Enriquecem o currículo

Sair da faculdade só com o diploma em mãos nem sempre é garantia de que você adquiriu uma boa bagagem de conhecimentos. Para as empresas, mais importante do que isso são as experiências práticas com os conceitos e técnicas da área. O currículo é uma boa forma de demonstrar seu valor nos processos seletivos.

Imagina só fazer um estágio não remunerado durante o curso de graduação. Mesmo que não receba por isso, considere o quanto os recrutadores valorizarão seu currículo com essas adições. Se completá-lo com o aprendizado de idiomas, então, mais pontos para você diante de seus concorrentes.

Desenvolvem soft skills

Tão importantes quanto os conhecimentos técnicos que um curso de graduação ensina são as habilidades comportamentais, conhecidas como soft skills. Entre elas podemos listar o trabalho em equipe, inteligência emocional, criatividade, inovação, resiliência, entre muitas outras.

Nas atividades complementares, você também consegue aprender muito ao que se refere ao desenvolvimento pessoal. Essa visão mais ampla de mundo, como vimos, é o principal motivo de trabalhar sua empatia, outra das competências essenciais ao mercado hoje. Quanto maior é a dedicação às soft skills, mais diferenciais competitivos conquista.

Favorecem o networking

Manter uma rede de contatos é quase uma obrigação para conquistar boas oportunidades de trabalho. Já imaginou ganhar uma bela indicação a uma vaga de emprego por aquele professor da graduação? Ou ser convidado por um colega para um webinar exclusivo sobre a sua área? Esses são benefícios indiscutíveis do networking.

As formas de criar o seu é buscar esses relacionamentos interpessoais, seja em eventos, seja na faculdade mesmo. Até nas redes sociais, como o LinkedIn, é possível trocar experiências e cultivar bons contatos. Mas nada melhor do que se envolver junto a outros profissionais em uma tarefa de interesse comum, certo?

Quando você investe nas atividades complementares, passa a ter contato com muitas pessoas. Para tirar dúvidas, compartilhar vivências, dar ideias ou o que for, é assim que poderá construir um networking para lá de eficiente.

Como fazer atividades complementares?

O primeiro passo para começar a realizar uma atividade complementar é saber qual delas mais combina com o seu perfil –– ou mesmo aquela que agrega para as suas necessidades no momento. Como vimos, tem opção para todos os gostos e modalidades de ensino. Além disso, podem acontecer tanto dentro da faculdade quanto fora dela. É possível escolher entre:

  • monitorias na faculdade;
  • iniciação científica;
  • programas de extensão;
  • workshops na sua área;
  • cursos livres na internet;
  • cursos de idiomas;
  • intercâmbio;
  • estágios.

Já que estamos falando de EAD, saiba que também há a possibilidade de realizar muitas dessas atividades pela internet mesmo. Os próprios cursos livres e de idiomas são bons exemplos disso, ainda mais com as facilidades geradas pela pandemia de 2020. Mas saiba que dá até para estagiar sem sair de casa.

Para alguns dos casos, você terá que conversar com a secretaria da sua faculdade para entender as ofertas de atividades complementares. Em outras, esse diálogo será com empresas e ainda há cenários em que existem custos envolvidos. Vale relembrar que, mesmo com dinheiro envolvido, esse é um investimento em sua carreira que trará bons frutos em um futuro breve.

Como vimos, nem só de cronograma de estudos e provas vivem os alunos do EAD. As atividades complementares são um passo a mais na busca pela qualificação. Para potencializar o seu aprendizado, não deixe de escolher a sua preferida e manter o engajamento.

Gostou das informações deste post e quer ficar por dentro das novidades do nosso blog? Assine a newsletter e receba os conteúdos no seu e-mail!


Comentários

Comentários

avatar
Entre 4% das melhores Instituições de Ensino Superior do Brasil.
Post criado:657

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar