O que acontece quando juntamos o melhor da EAD (Educação a Distância) com o melhor do ensino presencial e criamos um modelo inovador de graduação? Resposta: a metodologia híbrida!

Nunca ouviu falar? Então prepare-se para conhecer essa modalidade que promete revolucionar a educação.

Neste artigo, você entenderá o conceito de metodologia híbrida e conhecerá as vantagens que ela traz aos estudantes. Além disso, falaremos da metodologia ativa, abordagem que eleva o aluno ao papel de protagonista de sua aprendizagem.

Ficou interessado? Siga em frente e descubra como os horizontes do ensino superior estão cada vez mais amplos!

O que é metodologia híbrida?

O termo “metodologia híbrida” vem da expressão inglesa “blended learning” e se refere a cursos que conciliam algumas características da EAD – como a flexibilidade e o acesso remoto a aulas e recursos didáticos – com a excelência do ensino presencial.

cta2

Em outras palavras, nessa modalidade, aulas e materiais virtuais são intercalados com atividades presenciais e em grupo! O próprio cronograma semanal é dividido em interações virtuais e encontros com a turma e tutores.   

Funciona assim: a partir do que aprendeu no ambiente virtual, você faz sua pesquisa individual e resolve os exercícios passados. Já no encontro, você interage com tutores facilitadores e colegas de curso na criação de projetos, na resolução de problemas e em estudos dirigidos.

Mas isso não é tudo; há, ainda, aulas de laboratório. É interessante notar que, em todos esses encontros, as atividades desenvolvidas são planejadas e roteirizadas pelos professores de cada disciplina, mesmo que os encontros ocorram nos polos, e eles estejam na sede da instituição de ensino.

Qual é o objetivo da metodologia híbrida?

A metodologia híbrida foi projetado para possibilitar uma formação mais completa, interativa e personalizada.

Essa modalidade de ensino representa uma abordagem diferenciada, especialmente porque emprega metodologias ativas de aprendizagem – você verá quais são em um instante.

O objetivo é formar profissionais capacitados a lidar com os desafios de um mercado cada vez mais tecnológico e exigente.

Atualmente, essas profissões exigem muito mais do que uma carga teórica pré-determinada aliada a avaliações rotineiras. Na verdade, a teoria aprendida deve sempre estar aliada a uma boa dose de vivência prática para que o estudante desenvolva várias competências técnicas e comportamentais.

Na metodologia híbrida, além da carga teórica e prática, o aluno ainda tem acesso a laboratórios bem equipados e funcionais. Assim, ele pode experimentar os desafios cotidianos da profissão que escolheu.

O que são metodologias ativas?

Aquela configuração de sala de aula que você vivenciou no colégio está, pouco a pouco, sendo transformada.

Professores como fonte de todo o conhecimento e foco na memorização de conceitos, sem aplicação prática, são tendências educacionais em extinção.

Hoje, entende-se que o verdadeiro conhecimento é personalizado, e não padronizado, e construído aos pouquinhos por cada estudante a partir de estímulos específicos (conteúdo e recursos), disponibilizados no momento certo pelo professor. Os alunos não são mais vistos como espectadores passivos e, sim, como agentes ativos.

A metodologia ativa surgiu como uma abordagem educativa, disposta a reconhecer essa transformação e a elevar o aluno à posição de protagonista de seu aprendizado. Nessa lógica, os professores e tutores funcionam mais como guias de um processo autônomo, encabeçado pelo próprio aluno.  

As interações são mais participativas e democráticas, e o conceito de sala de aula invertida é empregado. A aprendizagem é feita por meio de projetos e pesquisas desenvolvidas por grupos de alunos e sempre parte da problematização do conteúdo teórico – este, sim, compreendido individualmente.

As metodologias ativas tornam o ensino híbrido mais personalizado

O que é sala de aula invertida?   

O conceito de aula invertida é, de fato, o oposto da dinâmica da sala de aula tal qual conhecemos.

Basicamente, em vez de aprender a teoria na sala e fazer as atividades em casa, os alunos aprendem a teoria através das aulas ao vivo onde quiserem, resolvem os exercícios individualmente e depois tiram suas dúvidas e aplicam esse conhecimento teórico presencialmente. Tudo isso com o direcionamento do tutor facilitador e na companhia da turma.

O estudante tem acesso aos conceitos trabalhados na semana por meio do ambiente virtual de aprendizagem, podendo, ainda, tirar suas duvidas com o apoio do tutor facilitador no polo. Depois, resolve os exercícios e atividades propostas em preparação para o encontro semanal.

Vale dizer que a presença é obrigatória e as atividades desenvolvidas são parte de um processo contínuo de avaliação.

Perceba que não há apenas aquisição de um saber pronto e padronizado, mas uma construção personalizada.

Quais são os benefícios da metodologia ativa para os estudantes?

Por meio das metodologias ativas, busca-se dar mais autonomia aos estudantes e cultivar uma postura proativa, engajada e crítica frente à sua formação.

Eles passam a ser os agentes da própria educação ao invés de apenas receptores de conteúdo pronto.

Em todo o processo, há um ganho de responsabilidade por parte do aluno; ele compreende que é essencial ser atuante, caso contrário, a verdadeira aprendizagem simplesmente não acontece.

Além disso, a interação com o professor, com os tutores e com o grupo é mais proveitosa, pois ocorre após o contato inicial com a teoria.

Esse modelo de ensino entende e respeita o fato de cada indivíduo aprender de um jeito único. Uns gravam as informações apenas ouvindo, outros precisam escrever o que ouvem ou ler repetidamente, enquanto outros, ainda, preferem fazer esquemas e mapas mentais ou associar os conceitos novos a saberes já conhecidos e solidificados.

Portanto, reflita: qual é sua forma de aprender?

Por que a metodologia híbrida é revolucionária?

Porque concilia as melhores características das duas principais modalidades de ensino: presencial e EAD. O objetivo é tornar a aprendizagem mais dinâmica e significativa para os estudantes.

Como você pôde notar, essa modalidade de ensino é voltada a cursos de graduação e profissões profundamente influenciadas pelo avanço tecnológico, como a Arquitetura e Urbanismo e as Engenharias (Civil, Elétrica, Mecânica, Produção, Mecatrônica), por exemplo.

Nelas, por meio das metodologias ativas, o estudante é incentivado a assumir uma postura mais proativa e crítica perante sua formação.

Por fim, destacamos que a metodologia híbrida é uma modalidade educativa que respeita a aprendizagem individual, ao mesmo tempo em que busca engajar os estudantes em uma prática coletiva e colaborativa.

Seu objetivo é formar profissionais mais completos e aptos a enfrentar os desafios do mercado atual.  

Quer fazer parte desse time de profissionais líderes em seus segmentos? Então conheça a metodologia híbrida da Unicesumar!

cta1

Comentários

Comentários