Estudar Engenharia é o sonho de muita gente. A promessa de contribuir para a construção de uma sociedade melhor é um dos principais motivos, qualquer que seja a especialização. Mas não é só isso: as remunerações também costumam atrair os futuros profissionais, que buscam empregos estáveis e com benefícios interessantes.

Saber o salário do engenheiro é uma importante etapa da sua busca para conseguir o emprego dos sonhos. Vale reforçar que existe um piso salarial para a categoria, definido pelo CREA de cada estado, que é o conselho que regulamenta a profissão. À medida que você adquire conhecimentos e experiência, esse valor tende a aumentar e ser ainda mais atrativo.

Com isso em mente, reunimos algumas das Engenharias mais bem pagas neste post, com base nos dados do CAGED. Confira um pouco sobre o que faz o profissional em cada uma delas e, é claro, quanto ganha o engenheiro do segmento.

Engenharia de Produção

O salário médio na Engenharia de Produção é de R$ 7.756,78, mas pode chegar facilmente a R$ 15.720,24 com o desenvolvimento da carreira. Para diferentes tipos de emprego, os valores também variam:

  • serviços de Engenharia: R$ 9.640,44;
  • escritório e apoio administrativo: R$ 9.362,96;
  • obras de montagem industrial: R$ 8.515,94;
  • fabricação de aeronaves: R$ 10.540,23;
  • extração de petróleo e gás natural: R$ 11.493,87.

Esse é o profissional responsável por ficar de olho nos recursos materiais, humanos e financeiros da empresa, garantindo redução de custos e máxima eficiência. A intenção é potencializar os lucros com menor esforço possível, otimizando os processos e a produtividade dos colaboradores da equipe.

Para esse trabalho tão importante para as empresas, o estudante da Engenharia de Produção tem aulas de gestão de pessoas, contabilidade empresarial e logística, além das mais específicas –– de automação industrial, cálculos e assim por diante. São 5 anos de puro aprendizado para o futuro engenheiro.

Engenharia Civil

O salário do engenheiro civil tem a média de R$ 7.312,30 e teto de R$ 14.942,51. Mas, novamente, existem valores dos mais variados, dependendo da atuação e do tipo da empresa:

  • escritório e apoio administrativo: R$ 9.322,47;
  • obras de Engenharia Civil: R$ 8.545,86;
  • construção de rodovias e ferrovias: R$ 8.527,67;
  • administração de obras: R$ 9.291,23.

Se você tem curiosidade de saber o que se estuda na Engenharia Civil, as disciplinas incluem estradas e rodovias, pontes e estruturas especiais, fundações e obras de terra, saneamento básico, entre outras. Isso sem falar naquelas matérias comuns entre as Engenharias.

Como você pode ter percebido pelas disciplinas do curso de Engenharia Civil, esse é o profissional que cuida de diferentes tipos de construção, das residenciais a comerciais. Também faz o planejamento de rodovias, viadutos e saneamento básico, com objetivo de reduzir os danos ao meio ambiente –– preocupação cada vez maior desse mercado.

Engenharia Elétrica

O engenheiro eletricista ganha em torno de R$ 7.729,30 na média, mas pode chegar aos R$ 15.636,11. Entre as suas atribuições estão o planejamento, projeção e especificação de sistemas e equipamentos elétricos. Assim, atua na automação, estruturas de telecomunicações, fornecimento de energia elétrica e por aí vai.

Entre as diferentes funções encontradas no mercado de Engenharia Elétrica estão:

  • transmissão de energia elétrica: R$ 10.687,40;
  • geração de energia elétrica: R$ 10.774,40;
  • distribuição de energia elétrica: R$ 9.128,38;
  • escritório e apoio administrativo: R$ 9.757,71;
  • administração de obras: R$ 8.683,33.

Das disciplinas do curso de Engenharia Elétrica, podemos listar as linhas de transmissão de energia elétrica, princípios de sistemas de comunicação, análise de sistemas de potência, eletrônica de potência, entre outras.

Engenharia Mecatrônica

O mercado de Engenharia Mecatrônica é bastante aquecido, principalmente porque tem sua base em tecnologias e inovação. Com salários que podem chegar a R$ 13.189,48, sua média fica em R$ R$ 5.660,29. Mas assim como outros exemplos, é possível ampliar esses rendimentos a depender da empresa em que você trabalha:

  • suporte técnico e manutenção: R$ 10.226,22;
  • fabricação de aparelhos e equipamentos de medida, teste e controle: R$ 8.112,00;
  • escritório e apoio administrativo: R$ 9.101,71;
  • fabricação de outras máquinas e equipamentos de uso geral, peças e acessórios: R$ 9.588,48.

Esse engenheiro cuida de sistemas de automação para otimizar processos da empresa. Então, se tem alguém que lida com máquinas e robôs em busca de soluções para problemas da indústria, é esse profissional. Além de projetar e planejar esses equipamentos, ainda pode participar da criação e da manutenção deles.

Entre as disciplinas da Engenharia Mecatrônica, destacam-se as específicas, em que o estudante pode colocar a mão na massa logo na graduação. São algumas delas: Inteligência Artificial para Automação, Modelagem de Sistemas Automatizados, Robótica: Dispositivos de Manipulação e Elementos de Máquinas.

Engenharia Mecânica

A proposta é bem semelhante à Mecatrônica. Porém, na Engenharia Mecânica, o profissional tem conhecimentos mais amplos para levar a inovação a diferentes áreas de atuação. Não pense que seu trabalho se restringe apenas às oficinas de carros e motos, ok? Para começar, o salário do engenheiro aqui tem a maior média da nossa lista: R$ R$ 8.272,25.

Mas não para por aí. O teto salarial é de R$ 16.423,04 e é possível trabalhar em diversas funções:

  • serviços de Engenharia: R$ 8.944,80;
  • administração de obras: R$ 9.645,86;
  • escritório e apoio administrativo: R$ 11.141,60;
  • fabricação de máquinas e equipamentos para a prospecção e extração de petróleo, peças e acessórios: R$ 11.235,64.

As indústrias automobilística, naval, aeronáutica, metalúrgica, petroquímica e até de alimentos podem contar com esse engenheiro entre seus colaboradores. Seu objetivo é desenvolver e fazer a manutenção das máquinas, desde simples eletrodomésticos aos veículos mais modernos.

O salário do engenheiro é bem atrativo, não acha? Para quem se interessa pela inovação da Engenharia, é interessante notar quantos caminhos existem para seguir –– seja na produção, seja na área civil, na mecânica e assim por diante. Se esse for o seu sonho, não desista! Defina o curso que mais combina com seu perfil e escolha uma faculdade de excelência para dar início à carreira de sucesso.

Gostou de conhecer esses dados tão relevantes para quem deseja seguir carreira na Engenharia? Saiba que temos muitas outras informações sobre carreira e mercado de trabalho. Assine nossa newsletter e receba os conteúdos em primeira mão!

Comentários

Comentários